Login
Login

Pilates Clínico MW1 CERTIFICAÇÃO MATWORK APPI (Jul 2014) - LISBOA

Data de início: 12-07-2014

Inscrição
Pilates Clínico MW1 CERTIFICAÇÃO MATWORK APPI (Jul 2014) - LISBOA

O Método Pilates tem sido muito divulgado nos últimos anos, tendo-se tornando uma importante ferramenta clínica. Neste curso, terá acesso a uma formação conduzida pela APPI (The Australian Physiotherapy & Pilates Institute©), uma formação ímpar, assente numa metodologia testada em vários países, com reconhecido sucesso.

 

O módulo 1 (MW1) é a base de todos os cursos de Pilates Modificado, apresentando e introduzindo a técnica de Pilates, a investigação mais relevante, os exercícios de nível principiante e os exercícios contraindicados.

Serão abordados 16 movimentos no colchão (Matwork) para treino da estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácica e cervical. Haverá ainda discussão sobre a aplicação clínica do Pilates, procurando-se que o aluno seja capaz de aplicar corretamente a técnica após a formação, respeitando as características e especificidades de cada paciente.

 

A APPI modificou os 34 exercícios originais do Pilates no colchão (Matwork) de maneira a incorporar, no seu método, a mais recente pesquisa científica a nível da instabilidade lombar, do desequilíbrio muscular e da tensão neural adversa, tornando-o assim numa verdadeira ferramenta terapêutica.

 

Glenn Withers, Fisioterapeuta e fundador APPI, demonstra neste vídeo alguns dos exercícios a serem lecionados durante o primeiro nível - http://bit.ly/1922i5m

 

Os cursos de Pilates Clinico MW1, MW2 e MW3 Certificação Matwork da APPI, dar-lhe-ão acesso a 3,2 Unidades de Crédito referentes à renovação da cédula PROFCAD e a um Certificado de participação Bwizer com creditação IPDJ (saiba o que isto significa)

 

Porquê este curso?

- Desenvolverá competências na área do Pilates Clínico, um poderoso método de reabilitação, bastante motivador e cada vez mais procurado pelos pacientes

- Tomará contacto com um conceito singular e extremamente completo, que é desenvolvido em permanência numa incubadora real: a clínica APPI, em Londres

- Adicionará ao seu currículo um carimbo internacional, uma vez que a APPI é uma instituição reconhecida e operante em todo o mundo

- Terá acesso a um Certificado APPI, assim como a um Certificado de Formação Profissional (devido à certificação DGERT atribuída à Bwizer);

 

Objetivos gerais:

No final deste curso os participantes devem ser capazes de selecionar e aplicar os exercícios de Pilates Clínico, sabendo relacioná-los com patologia, padrões normais de movimento e sincronia neuro-muscular/neuro-patomecânica.

 

Objetivos específicos:

- Conhecer o Método Pilates e sua evolução;

- Conhecer a investigação científica mais relevante em que a abordagem da APPI assenta;

- Dominar os 5 elementos-chave;

- Compreender o conceito estabilidade dinâmica vs estabilidade estática;

- Dominar os 16 movimentos no colchão, os quais procuram contribuir para a estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácia e cervical;

- Construir um raciocino clinico capaz de ser orientador desde a avaliação até à aplicação dos exercícios;

- Incorporar os conhecimentos na sua prática clínica, com segurança e eficácia. 

Saúde no Trabalho: Prevenção de Lesões Músculo-Esqueléticas (Jul 2014) - PORTO

A globalização dos mercados, a automatização/industrialização e as exigências crescentes de qualidade a baixos custos impõe ritmos de trabalho cada vez mais competitivos que apenas são possíveis através da utilização repetida, inadequada e intensa das estruturas músculo-esqueléticas, fenómeno que, em larga medida, está na base de LMERT (lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho).

 

Com efeito, as LMERT compreendem um conjunto de disfunções inflamatórias e degenerativas do sistema neuro músculo-esquelético que resultam da ação de fatores de risco individuais, inerentes à atividade profissional (como as atividades repetidas, sobrecarga e más posturas mantidas) e organizacionais/ psicossociais sobre o indivíduo. Estas localizam-se geralmente no membro superior e coluna, mas podem também afetar outras regiões.

 

Habitualmente os sintomas associados às LMERT surgem gradualmente, piorando ao final do dia e melhorando com o descanso. Contudo, ao longo do tempo, estes podem tornar-se mais intensos, causando incapacidade funcional, o que se traduz num impacto negativo, não só para os próprios indivíduos, como também para os locais onde estes trabalham pela diminuição da produtividade e períodos de absentismo, e para a sociedade pelo impacto económico das mesmas.

 

Ao longo das últimas décadas, vários programas para prevenção dos efeitos da exposição a fatores de risco profissional têm vindo a ser desenvolvidos mas, pela localização específica dos sinais e sintomas, é importante, entre outros aspetos, conhecer antecipadamente a(s) zona(s) anatómica(s) exposta(s), ser capaz de especificar movimentos e posturas e incrementar alguns dos princípios básicos da vigilância da saúde dos trabalhadores, que deve ter início na própria definição detalhada das LMERT. É precisamente sobre estes temas que este curso, inovador no panorama português, incidirá.

 

 

Com este curso:

- Investe o seu tempo numa área que ainda é pouco conhecida e explorada dos profissionais de saúde, o que contribuirá para a sua diferenciação pessoal e profissional

- Fica a dominar competências e ferramentas de intervenção para intervir em saúde ocupacional, o que lhe permitirá ocupar um lugar nesta área

- Adquire conhecimentos que lhe permitirão colaborar com empresas de topo

- Atua na promoção da saúde e na prevenção da doença, alargando e completando o ciclo de raciocínio clínico

 

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os formandos deverão conhecer melhor os princípios que regem a área da saúde ocupacional, com um enfoque especial na prevenção.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer as lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho (LMERT), as doenças profissionais e acidentes de trabalho;

- Avaliar o risco de LMERT nos postos de trabalho e a intervenção ergonómica a aplicar nestes casos;

- Conhecer os programas de prevenção em LMERT/DP/AT;

- Saber implementar, em contexto empresarial, programas de Qualidade de Vida no Trabalho, avaliando e ponderando as melhores possibilidades segundo o perfil e as necessidades dos clientes;

- Ser capazes de trabalhar preventivamente nas empresas através da implementação e aplicação de programas de Ginástica Laboral.

 

Workshop Técnicas Miofasciais (Jun 2014) - PORTO

A fáscia é um sistema especializado do corpo. É formada por tecido conjuntivo que se organiza e interliga tão densamente, que se pode comparar a uma teia de aranha ou de uma camisola de malha, permitindo, desta forma, a conexão entre todas as estruturas do corpo.

 

Está presente em todo o corpo, cobrindo e interpenetrando cada músculo, osso, nervo, artéria e veia, assim como, todos os nossos órgãos internos incluindo o cérebro e a medula óssea.

 

Assim, qualquer desequilíbrio nas tensões miofasciais pode conduzir ao aparecimento de sinais e sintomas que, na esmagadora maioria dos casos, não são detetáveis nos exames complementares de diagnóstico.

 

É extremamente importante saber “ler” o corpo e avaliá-lo como um todo para chegar a um diagnóstico correto, determinando qual verdadeira causa para, posteriormente, ser capaz de selecionar a técnica mais apropriada para debelar o problema.

 

De facto, a eficácia das técnicas miofasciais na intervenção em patologias e disfunções músculo-esqueléticas, neurológicas, viscerais e emocionais tem levado a uma crescente procura desta técnica por parte dos pacientes, pelo que cada vez mais profissionais de saúde procuram saber mais e diferenciarem-se nesta área.

 

Para além disto, os profissionais de saúde que utilizam estas técnicas na sua prática clínica reconhecem que esta é uma abordagem que verdadeiramente faz a diferença, possibilitando em determinados casos atingir melhores resultados e mais rápidos.

 

Foi neste sentido que criamos o “Workshop Técnicas Miofasciais”, que acreditamos que o vai ajudar a compreender melhor a fáscia e as técnicas miofasciais.

 

Com este curso:

- Perceba que a fáscia interliga todas as estruturas do corpo e que, por isso, é um elemento chave na intervenção do fisioterapeuta.

- Descubra uma possível razão pela qual alguns tratamentos que já realizou podem não ter atingido a sua total eficácia;

- Adquira noções e técnicas que podem complementar os outros recursos que já utiliza, elevando assim o seu grau de eficácia;

- Desenvolva a sua capacidade de raciocino clínico, tendo por base uma visão global do individuo, tanto no processo de avaliação, como no de tratamento.

 

Objetivos Gerais:

No final desta formação os participantes deverão conhecer a fáscia enquanto elemento essencial do corpo, bem como ser capazes de avaliar e intervir num indivíduo tendo por base as técnicas miofasciais.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer a anatomia e fisiologia da fáscia

- Avaliar as disfunções fasciais

- Aprender diferentes técnicas miofasciais

- Realizar o tratamento de uma patologia com técnicas miofasciais, tendo por base um raciocínio clinico adequado

Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular (Jun 2014) - PORTO

Este curso abordará a temática de Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular, numa perspetiva incremental de conteúdos, desde a fisiopatologia do processo de cicatrização até às abordagens terapêuticas mais recentes e inovadoras.

 

Foi criado de forma a permitir o máximo de interação com os formandos privilegiando a componente prática - técnicas de desbridamento, utilização de doppler portátil, aplicação de terapia compressiva, utilização de escalas e sistemas de registo, abordagem do pé diabético, métodos de investigação, entre outros.

 

Tendo por base a mais recente e relevante evidência científica, este curso foi construído em parceria com o Fórum Enfermagem, de forma a dotar os seus participantes de competências e habilidades sólidas sobre o tratamento de feridas; esta formação contempla ainda o curso de suturas.

 

Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular é hoje uma das formações mais procuradas pelo seu público-alvo, como reconhecimento do seu elevado grau de qualidade e programa completo e enriquecedor para qualquer profissional que deseje dominar este tema.

 

Porquê este curso?

- Integrará uma formação muito completa, que se pretende assumir como a melhor formação de tratamento de feridas do mercado;

- Terá acesso ao curso de Suturas, já englobado nesta formação, garantindo o acesso com condições especiais ao curso Avançado em Suturas;

- Conhecerá a mais recente evidência científica na área;

- Conhecerá os melhores produtos utilizados em tratamento de feridas, ficando ainda a conhecer alguns dos representantes dos laboratórios que os produzem;                                                          

- Terá acesso a uma formação que reúne um grupo impar de especialistas na área.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso, os participantes deverão ter adquirido conhecimentos e capacidades no âmbito do tratamento de feridas.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer a fisiopatologia do processo de cicatrização;

- Identificar as barreiras ao processo de cicatrização normal;

- Ser capaz de avaliar a ferida e a pessoa que a possui;

- Conhecer e saber utilizar os produtos de tratamento local de uma ferida;

- Adquirir conhecimentos e capacidades sobre rastreio, avaliação e intervenção nutricional;

- Saber prevenir úlceras de pressão;

- Adquirir conhecimentos e capacidades sobre abordagem ao pé diabético, ferida vascular e ferida maligna;

- Adquirir conhecimentos e capacidades sobre gestão da dor relacionada com a presença de uma ferida;

- Conhecer os métodos de investigação;

- Conhecer abordagens terapêuticas inovadoras;

- Possuir conhecimentos e capacidades básicos sobre suturas de feridas traumáticas.

 

DATAS: | 28 e 29 de Junho + 12 e 13 de Julho + 26 e 27 de Julho  13 e 14 de Setembro + 27 e 28 de Setembro

Stretching Global Ativo: RPG Aplicado ao Desporto (Jul 2014) -LISBOA

O Stretching Global Ativo - SGA nasceu da Reeducação Postural Global – RPG, método criado por Philippe Souchard, que consiste num trabalho corporal terapêutico das deformidades corporais e das patologias músculo esqueléticas, baseado principalmente no alongamento das cadeias musculares mais retraídas.

Destinado inicialmente a desportistas, hoje além da sua utilização no campo desportivo, ganhando cada vez mais notoriedade no campo da prevenção de lesões relacionadas com o trabalho (LMERT).

 

Os cinco princípios do SGA diferenciam-no dos alongamentos clássico-analíticos:

   1. Os músculos organizam-se em cadeias musculares.

   2. Cada músculo tem diferentes fisiologias.

   3. Os alongamentos são sempre ativos e globais.

   4. O estiramento muscular segue os mesmos princípios da física dos materiais visco-elásticos.

   5. A respiração é o motor do alongamento.

 

O SGA é realizado através de auto-posturas das cadeias musculares criadas por Philippe Souchard. As posturas são escolhidas com base numa avaliação específica, de acordo com a necessidade das atividades de um grupo de desportistas ou de pacientes comuns. Assim atenuam-se os efeitos da sobrecarga das estruturas musculoesqueléticas decorrentes dos movimentos repetitivos de cada atividade, preparando o corpo para realizar qualquer tipo ou de intensidade de exercício físico diminuindo o contractura ou rotura muscular.

Neste princípio o SGA é uma grande mais-valia para qualquer profissional que queira potenciar o restabelecimento da força, do comprimento e da flexibilidade dos grupos musculares enrijecidos pela prática desportiva ou pelas posturas mantidas relacionadas com o trabalho.

 

Objetivos Gerais:

     1. Conhecer o método Streching Global Ativo e saber aplicar as suas posturas e sessões de alongamento com objectivos específicos.

 

Objetivos Específicos:

    1. Saber os princípios e filosofia do método SGA.

    2. Conhecer as posturas de alongamento de SGA.

    3. Saber ensinar correctamente as posturas de alongamento e saber efectuar as devidas correcções.

    4. Saber planear sessões de alongamento de acordo com os objetivos pretendidos. 

Terapia Manual Desportiva (Mai 2014) - PORTO

Terapia Manual é a aplicação de forças através das mãos que vão promover efeitos mecânicos e fisiológicos.

Através desta técnica atuaremos diretamente na causa do problema e não nos sintomas, os quais são apenas consequência de uma provável biomecânica neuro-músculo-esquelética em disfunção.

 

Partindo do princípio de que “se a articulação está bem, o músculo se não lesado, também está bem”, o conjunto de técnicas abordadas neste curso, atuam principalmente na articulação que vão permitir uma intervenção mais efetiva na resolução dos problemas dos nossos pacientes.

 

O objetivo deste curso, baseado nos princípios de Kaltenborn, Cadeias Musculares de Busquet, Bianfait, Osteopatia, RMG, entre outros, é transmitir técnicas de normalização articular possibilitando uma pronta aplicação com resultados imediatos.

 

As articulações abordadas serão: Tornozelo, Joelho, Anca, Ombro, Cotovelo, Punho e Coluna Vertebral. O curso inicia-se com o tema “Pubalgia – Avaliação, Compreensão e Tratamento”, que irá permitir a compreensão de toda a mecânica articular lesional, dirigir a nossa avaliação e raciocínio lógico, bem como as linhas pelas quais se rege o tratamento e consequente resolução dos problemas com que nos deparamos na prática da nossa profissão.

 

O curso tem a duração de 24 horas, distribuídas por 3 dias consecutivos, das quais 90% são práticas.

Luís Pinto

 

Porquê este curso?

- Terá acesso a uma metodologia de avaliação e tratamento, focada na resolução da real causa da lesão.

- Integrará uma visão e abordagem muito global e completa no âmbito da terapia manual e com provas dadas na intervenção em contexto desportivo;

- Conhecerá e beneficiará do contacto com Luís Pinto, um dos maiores nomes da fisioterapia desportiva em Portugal.

- Dominará um conjunto de algumas das melhores ferramentas da terapia manual que poderá integrar imediatamente na sua prática clínica;

 

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ser capazes de avaliar e tratar as diferentes patologias relacionadas com a prática desportiva, recorrendo à Terapia Manual.

 

Objetivos específicos

- Conhecer alguns dos princípios fundamentais de Kaltenborn, Cadeias Musculares de Busquet, Bianfait, Osteopatia e RMG;

- Compreender os mecanismos lesionais das principais lesões do contexto desportivo;

- Conhecer o conceito de cadeia lesionais, como se instalam e o seu papel nas lesões desportivas (tomando, para isso, o exemplo das pubalgias);

- Construir um raciocínio clínico adequado e suportado pela evidência;

- Executar técnicas de palpação e testes de avaliação, integrando-os no seu raciocínio clínico;

- Executar a avaliação e tratamento das diferentes lesões;

- Saber executar as técnicas de mobilização e manipulação articular;

- Saber executar técnicas instrumentais para intervenção em lesões músculo-esqueléticas desportivas.

 

*As datas anunciadas carecem de confirmação.

Crochetagem - Conceito Miopostural (Jun 2014) - PORTO

A Crochetagem é um conceito de intervenção instrumental na área da terapia manual, baseado na mobilização e libertação dos planos fasciais, através da utilização de ganchos.

 

Permite destruir aderências mio-aponevróticas, frequentemente responsáveis por restrições de mobilidade e amplitude e dor miofascial, através de um trabalho seletivo e eficaz sobre a estrutura em causa.

 

Pela sua forma e quando corretamente utilizado, o gancho permite alcançar, de forma precisa, estruturas superficiais e profundas tais como inserções musculares ou cicatrizes, sendo assim uma ferramenta muito útil na prática clínica de um fisioterapeuta no tratamento de aderências e fibroses entre os diferentes planos de deslizamento de músculos, tendões, ligamentos e nervos.

 

Com este curso:

- Domine uma técnica instrumental, que lhe permite alcançar estruturas que a mão não atinge, tornando-a um importante complemento da Terapia Manual

- Consiga resultados mais eficazes em patologia músculo-esquelética, desde logo em dor miofascial.

- Integre a crochetagem mio-aponevrótica englobada num modelo de raciocínio clínico global com enfoque na real causa do problema
 

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ter conhecimentos sólidos numa abordagem que permite uma intervenção terapêutica inovadora e que assenta na utilização de ganchos, dominando a sua técnica de utilização.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer e dominar a técnica de Crochetagem mio-aponevrótica em todas as suas dimensões (definição, história, método, ações e contraindicações);

- Conhecer e identificar as bases anatómicas e Fisiológicas do Sistema Fascial;

- Conhecer e identificar a Anatomia Topográfica do Membro Superior e Inferior;

- Conhecer e identificar a Anatomia Topográfica da Coluna;

- Conhecer as Cadeias Lesionais através da Avaliação Postural;

- Utilizar a Crochetagem mio-aponevrótica como intervenção integrada e englobada num modelo de raciocínio clinico global.

Indução Miofascial: Técnicas Estruturais (Set 2014)

É hoje sabido que as restrições do sistema miofascial são responsáveis pela presença de dor e limitação de movimento, representando assim importantes entraves à recuperação total do paciente.

 

A fáscia corporal é um tecido contínuo envolvendo todas as estruturas somáticas, viscerais e meninges. É possível afirmar que a fáscia é o material circundante envolve todas as estruturas do corpo e as liga entre si, oferecendo a sua proteção.

 

Além das funções de suster e participar no movimento corporal, é responsável por outras atividades biomecânicas e bioquímicas. A fáscia assegura a proteção e autonomia de cada músculo e víscera, mas também reúne os separados componentes corporais em unidades funcionais estabelecendo uma espécie de uma ininterrompida rede de comunicação corporal.

 

Em relação ao aparelho locomotor definimos a fáscia como o tecido conetivo denso e irregular que forma as aponeuroses, cápsulas articulares, envolvimentos musculares, e organizando-se ao largo das linhas de tensão, formando também as estruturas ligamentares e tendinosas.

 

Na última década, as técnicas de Indução Miofascial ganharam na fisioterapia um campo sem precedentes. Considera-se que a Indução Miofascial é a peça que faltava na cadeia na intervenção em terapia manual, para o restauro da função e do alívio da dor.

 

Objetivo Gerais:

No final deste curso o formando deverá saber, na sua prática clínica, realizar uma apropriada avaliação e tratamento dos pacientes afetados pelo Síndrome de Disfunção Miofascial.

 

Objetivos Específicos:

No final do curso pretende-se que os formandos:

- Identifiquem os elementos básicos da estrutura, biomecânica e cinemática do aparelho locomotor do corpo humano.

- Identifiquem a estrutura fascial do corpo.

- Descrevam a estrutura molecular da fáscia.

- Saibam caracterizar em detalhe a estrutura biomecânica da fáscia.

- Analisem com eficiência a patomecânica do sistema fascial.

- Diferenciem e apliquem as fases da avaliação do síndrome miofascial.

- Saibam aplicar as técnicas básicas da mobilização e indução miofascial profunda.

- Saibam aplicar as técnicas específicas mais utilizadas nas restrições miofasciais da coluna vertebral, tórax e extremidades.

- Realizem o processo de avaliação e tratamento do síndrome de disfunção miofascial (SDM)

- Saibam identificar e respeitar as contraindicações da aplicação das técnicas de indução miofascial

- Expliquem os fenómenos relacionados com a disfunção do aparelho locomotor e sua relação com o síndrome de dor miofascial.

- Integrem as técnicas de tratamento que compõe a Indução Miofascial na sua prática profissional.

Reabilitação Canina (Jun 2014) - Porto

O interesse nesta temática tem crescido consideravelmente nos últimos anos, multiplicando-se as técnicas de tratamento disponíveis, assim como o leque de patologias que beneficiam da sua aplicação. Trata-se portanto de um sector claramente solidificado em países como Alemanha, Brasil, Espanha e Reino Unido e com uma expressão crescente em Portugal.

 

Atualmente a Reabilitação Animal é vista como uma das áreas de maior sucesso no seio da veterinária, sendo cada vez maior o número de clínicos que se informam, investigam e recorrem a esta como uma forte aliada na conquista da saúde e bem-estar animal.

 

A aplicação da Reabilitação Animal em veterinária teve início em animais de maior porte, nomeadamente equinos, tendo esta evoluído para os pequenos animais através da aplicação das técnicas e conhecimentos adquiridos na medicina humana, muito graças à procura e exigência dos seus donos, na saúde e bem-estar dos mesmos.

 

A utilização de técnicas não invasivas no combate à dor, na recuperação funcional da região comprometida, na profilaxia de futuras lesões articulares e na melhoria da qualidade de vida do animal, tem contribuído para a popularidade desta área.

 

De facto, existem muitas patologias que podem beneficiar destas técnicas como:

·         Patologias da coluna: hérnias discais, síndrome da cauda equina e displasia occipital;

·         Patologias de membros torácicos: tenosinuvite bicipital, displasia de cotovelo e osteocondrite dissecante da cabeça do úmero;

·         Patologias de membros pélvicos: ruturas de ligamentos do joelho, luxação patelar e tenosinuvite do calcâneo;

·         Gerais: distensões e contraturas musculares, artroses, fraturas, neuropatias, síndrome vestibular, neoplasias e edemas.

 

É neste contexto que a Bwizer traz a Portugal este curso de Reabilitação Canina, que se distingue, entre outros fatores, por ser uma formação claramente adequada às necessidades dos profissionais de saúde e à realidade vivida em Portugal.

 

Esta formação está dividida em componente teórica - onde serão abordados os princípios que regem a intervenção nesta área, e em componente prática - com cães, com vista a implementar os exercícios práticos abordados e a integrar equipamentos de eletroterapia.

 

Porquê este curso?

- Estará bem preparado para iniciar a sua intervenção em reabilitação canina;

- Criado por veterinários e fisioterapeutas, reunirá as melhores práticas de duas áreas indissociáveis quando se fala em reabilitação animal;

- Ganhará competências nesta nova área do mercado de trabalho numa altura em que estes serviços são crescentemente procurados;

- Poderá também criar uma rede de contactos entre elementos das duas áreas disciplinares complementares nesta temática - fisioterapia e medicina veterinária;

- Terá acesso a uma formação claramente ajustada às necessidades atuais na área: compacta e direta ao assunto;

- Beneficiará de uma formação cuja avaliação foi muito positiva na sua primeira edição em Portugal, e que será integralmente lecionada em português, pelo IBRA – Instituto muito respeitado no Brasil, onde formou já mais de 1000 profissionais nesta área.

 

Objetivos

Objetivos Gerais:

No final do curso o aluno deverá compreender os princípios e conceitos da reabilitação animal, sendo capaz de intervir nesta área, dominando as suas ferramentas de intervenção, com particular enfoque no conhecimento teórico que as sustentam.

 

Objetivos Específicos:

- Aprofundar conhecimentos de anatomia e biomecânica canina;

- Compreender os conceitos e princípios gerais da reabilitação canina;

- Respeitar as indicações, red-flags e contraindicações das técnicas de reabilitação canina;

- Compreender as diferentes patologias (músculo-esqueléticas, neurológicas, reumatológicas, etc) dos membros pélvicos, torácicos e coluna;

- Saber executar corretamente as técnicas de reabilitação canina, com enfoque na sua sustentação teórica e científica, para as patologias dos membros pélvicos, torácicos e coluna.

Podoposturologia (Mai 2014) - LISBOA

A Podoposturologia é um método que assenta na reprogramação postural através do uso de palmilhas, sendo este considerado um importante método de prevenção e tratamento e disfunções biomecânicas e posturais, de forma confortável e quase imperceptível para o paciente.

 

Este curso permitirá ao formando, diagnosticar e “organizar” as lesões de origem ascendente que afetam a biomecânica postural, favorecendo assim, um bem-estar estático e dinâmico. A realização de um diagnóstico preciso e detalhado dos planos biomecânicos, permitirá a correta confecção de palmilhas proprioceptivas (posturais) e palmilhas termomoldáveis (conforto e absorção de impacto).

 

O correto estímulo do pé vai corrigir as alterações que perturbam o equilíbrio permitindo uma boa integração postural. Esta ação ocorre através do estimulo constante dos elementos presentes na palmilha, que ativam o sistema proprioceptivo, estimulando assim a reação do fuso neuromuscular e promovendo ajustes biomecânicos com atuação do controle motor do paciente.

 

Esta é uma técnica que na sua prática clínica requer o acesso aos equipamentos, no entanto, este é um investimento que terá o seu retorno, já que esta é uma técnica muito procurada e bastante bem paga.

 

A Podoposturologia assume-se assim como uma importante ferramenta de intervenção no tratamento de inúmeras patologias músculo-esqueléticas, desde logo:

Escolioses, lombalgias, hérnias discais, pubalgias, pé plano ou cavo, joelho varo ou valgo, calcâneo valgo ou varo, tendinites do tendão de aquiles e do tendão rotuliano, disfunção da ATM, entre outras.

 

Com este curso:

- Pertencerá a um grupo muito restrito de profissionais que utilizam a podoposturologia como recurso para definir um diagnóstico diferencial.

- Compreenderá de que forma as alterações do pé podem influenciar todo o corpo e causar lesões músculo-esqueléticas, integrando este raciocínio global na sua prática.

- Poderá oferecer ao seu paciente, uma solução a longo prazo para os seus problemas, diminuindo a taxa de recidivas de lesões.

- Terá contacto com Mauro Pedroni Júnior, fisioterapeuta e osteopata (ATMS) e uma das maiores referências em Podoposturologia.

- Integrará a podoposturologia na sua oferta de técnicas de intervenção, podendo facilmente rentabilizar o seu investimento ao mesmo tempo que reforça a sua notoriedade como profissional.

 

Objetivos Gerais:

- Promover o aprendizado pelo estudo da postura através dos pés, para que seja formado de uma maneira completa o aluno que se inicia nesta nova visão e percepção de Podoposturologia. Dotar o aluno de conhecimentos que capacitam a sua entrada no mercado de trabalho, visando um profissional diferenciado para atender as exigências necessárias mediante a sua profissão.

 

Objetivos específicos:

- Saber efetuar uma correta avaliação postural

- Perceber os mecanismos de controlo motor e adaptação postural

- Compreender as alterações provocadas pelas lesões de cadeias descentes

- Realizar um diagnóstico preciso e detalhado dos planos biomecânicos

 -Saber confeccionar palmilhas proprioceptivas (posturais)

- Saber confeccionar palmilhas termomoldáveis (conforto e absorção de impacto).

 

Reveja o álbum de fotografias da primeira edição deste curso: http://on.fb.me/19WXr7P

Synergistic Healthcare Methodology: Musculoskeletal pathology (Maio 2014) - LISBOA

“Rapidez, cuidado, precisão, segurança” são os resultados garantidos pela “Human Tecar Synergistic Healthcare Methodology”: uma técnica inovadora, que tem tido o seu campo de aplicação de eleição em fisioterapia e reabilitação.

 

Hoje em dia, a Human Tecar® encontra um amplo espetro de utilização em patologias ortopédicas e traumatológicas, tanto no tratamento conservador como na reabilitação pós-cirúrgica; nas patologias músculo-esqueléticas de base degenerativa, nos transtornos com base biomecânica e postural, na patologia flebolinfológica, no metabolismo da gordura e no tratamento das consequências do stress.

Dado o seu amplo espetro de aplicação, a Escola Internacional Human Tecar® desenvolveu formações direcionadas para as diferentes áreas de atuação. Sendo este primeiro módulo direcionado para o tratamento de patologias osteoarticulares e musculares.

 

A SHM atua no sentido de acelerar o restabelecimento do estado de homeostasia do organismo e favorecer os processos naturais de cura.

 

A SHM está muito associada à precisão terapêutica pois confere a possibilidade de atuar de forma seletiva sobre os tecidos moles – músculos, vasos linfáticos e venosos e sobre os tecidos com uma maior resistência – ossos, tendões, cartilagens, tecidos fibróticos ou calcificados mediante modalidades específicas que, consoante os casos e os objetivos, desenvolve em resumo três ações fundamentais que têm como resultado a recuperação da funcionalidade osteoarticular e muscular:

§  ação analgésica, que se produz atuando sobre as terminações nervosas;

§  ação drenante dos tecidos, produzida mediante a mobilização eletrolítica intervindo sobre a microcirculação;

§  elevada estimulação funcional a nível circulatório periférico.

 

 

Com a realização deste evento pretende-se em dois dias dar a conhecer a todos os intervenientes, a Synergistic Healthcare Methodology (SHM), uma filosofia de tratamento proposta pela Human Tecar® que propõe melhores resultados, num muito mais curto espaço de tempo.

 

Vacuoterapia: Introdução ao Método (Mai 2014) - PORTO

Denominada como um método terapêutico não invasivo, que utiliza pressões negativas como forma de tratamento, a vacuoterapia pode ser encarada como uma ferramenta pertinente no âmbito da fisioterapia.

No sentido da consolidação científica da profissão, encarar a vacuoterapia como uma estratégia de intervenção clínica passa por realçar o seu potencial evidencebased, compreender a sua natureza, efeitos fisiológicos, princípios de aplicação, áreas de intervenção e as suas limitações.

 

A vacuoterapia pode ser de facto uma mais-valia para a prática clínica pela sua acessibilidade e simplicidade de aplicação, manuseio e higienização, com potencial para utilização em prática músculo-esquelética e dermato-funcional em regime ambulatório e/ou institucional. No entanto, o seu valor perder-se-á rapidamente quando seleccionada sem critério, método e conhecimento base da própria técnica e suas indicações clínicas.

 

Através desta formação, procura-se dotar os seus participantes de competências teóricas e práticas para aplicarem vacuoterapia com segurança e eficácia e, sobretudo, com análise crítica na sua selecção.

 

Objectivos Gerais:

1. Após esta formação pretende-se que o Fisioterapeuta possua mais ferramentas e estratégias de tratamento, utilizando para tal, uma técnica simples, de fácil aplicação e de grande potencial que é a vacuoterapia.

 

Objectivos Especificos:

1. Conhecer história da vacuoterapia

2. Conhecer a vacuoterapia como ferramenta terapêutica

3. Identificar as indicações e contraindicações da vacuoterapia

4. Saber os princípios da vacuoterapia e saber executar as técnicas de vacuoterapia

5. Conhecer a evidência científica que suporta a vacuoterapia

Eduardo Merino - Terapia Manual Avançada

Eduardo Merino é uma das grandes referências nacionais da Terapia Manual e um incontornável exemplo de sucesso da fisioterapia.

 

Caracterizado pelo seu empenho e espirito empreendedor, este Fisioterapeuta e Osteopata é responsável pela criação de um conceito e metodologia de intervenção único que é hoje a imagem da sua clínica - Eduardo Merino Terapias Manuais, e que a tornou num espaço de referência em Terapia Manual.

A sua dedicação e paixão pela Fisioterapia, Terapia Manual e conhecimento, a par da necessidade e sua procura constante pela evolução conduziu-o a construir uma formação única, onde partilhará o seu conhecimento, experiência e know-how.

 

Nesta formação irá adquirir algumas das melhores ferramentas de intervenção em Terapia Manual, como Técnicas Manipulativas, Pontos Gatilho, Terapias Miofascial, Western Medical Acupunture, Terapia de Impacto Vibracional®, Eletropuntura, Métodos Invasivos guiados por Ecografia, entre outras.

 
Além de reunir neste curso, algumas das mais avançadas técnicas ao serviço da Terapia Manual, integrará um conceito de tratamento de sucesso, comprovado pelos resultados de quem já tratou mais de 40 mil pacientes, adquirindo assim uma capacidade de avaliação/observação, raciocínio clínico, manualidade e sobretudo de obtenção de resultados. Este impressionante registo coloca Eduardo Merino na elite da fisioterapia nacional, ao atingir um know-how ao alcance de apenas alguns profissionais. 

 


Porquê este curso?

- Desfrutará do conhecimento e know-how de Eduardo Merino um dos grandes nomes da Fisioterapia nacional.

-Terá acesso a uma formação verdadeiramente exclusiva que terá apenas uma edição durante este ano.

- Aprenderá algumas das mais avançadas abordagens de diagnóstico e de tratamento em Terapia Manual - Garante a oportunidade de consolidar a aprendizagem dos conteúdos abordados, com acesso a casos reais presentes diariamente nesta formação.

- Poderá comprovar este conceito de intervenção em contexto clínico real, já que terá a possibilidade de estagiar durante um dia completo, com Eduardo Merino, na sua clínica.

- Fará parte do muito restrito grupo de Fisioterapeutas que utilizam um conceito de intervenção único, que fomenta o sucesso da Eduardo Merino Terapias Manuais.

 

Objetivos

Objetivos Gerais:

No final deste curso os formandos deverão saber integrar as técnicas avançadas em terapia manual na sua prática clínica.

 

Objetivos Específicos:

- Saber abordar o paciente utilizando estratégias cognitivas em consulta;

- Ser capaz de construir um correto planeamento terapêutico;

- Conhecer a anatomia, biomecânica e patologia da coluna lombar, dorsal, cervical, membros superiores e inferiores;

- Integrar e ser capaz de mobilizar conhecimentos de imagiologia da coluna lombar, dorsal, cervical, membros superiores e inferiores;

- Conhecer e respeitar todas as indicações e contraindicações das técnicas abordadas;

- Conhecer e saber executar corretamente técnicas miofasciais;

- Executar eficientemente técnicas de manipulação articular;

- Aplicar a Western Medical Acupunture;

- Dominar a aplicação da Eletroacupuntura fisiológica;

- Executar corretamente os métodos invasivos guiados pela ecografia.

Geriatria - a Intervenção do Fisioterapeuta (Jun 2014) - PORTO

O envelhecimento é um processo dinâmico e progressivo, onde se verificam modificações morfológicas, funcionais, bioquímicas e psicológicas, que determinam a perda progressiva da capacidade de adaptação do indivíduo ao ambiente.

 

Para o fisioterapeuta torna-se importante a compreensão dos mecanismos inerentes a este processo de forma a estar preparado para devolver a função e a readaptar o paciente, fomentando a sua reabilitação física, psicológica e social.

 

Para tal o formando será instruído a avaliar, tratar e treinar o paciente idoso/adulto sénior em contexto individual e em grupo. As atividades/exercícios desenvolvidos especificamente para a terceira idade, visando a melhoria do condicionamento físico, da autoestima e a integração social.

 

Este curso surge da necessidade de formar profissionais preparados a intervir adequadamente neste grupo etário. O ritmo de crescimento da população idosa em Portugal tornou-se quatro vezes superior ao da população jovem, desta forma, torna-se essencial ao fisioterapeuta diferenciar-se no mercado de trabalho nesta área de grande crescimento.

 

Porquê este curso?

- Ficará a conhecer os processos envolvidos no envelhecimento, bem como a evidência científica mais recente e relevante neste contexto;

- Ganhará competências para intervir num nicho de mercado que segundo o Diário Económico é das áreas mais facilitadoras de emprego num curto prazo;

- Dominará competências e habilidades para diferenciar-se dos restantes profissionais na sua abordagem e visão.

 

Objetivo gerais

No final deste curso o formando deverá compreender as características inerentes ao processo de envelhecimento, executar procedimentos de avaliação específicos, bem como de utilizar fichas de avaliação direcionadas para o paciente idoso/adulto sénior. Deverá também dominar diferentes modalidades de atuação adequadas aos diferentes meios de intervenção, bem como conhecer e saber aplicar um programa de treino para idosos, focado na melhoria de requisitos específicos.

 

Objetivos específicos

- Conhecer e saber aplicar métodos de avaliação específicos;

- Saber utilizar fichas de avaliação direcionadas para o paciente idoso/adulto sénior;

- Reconhecer as diferentes modalidades de atuação, sabendo adaptar as mesmas aos diferentes meios de intervenção;

- Saber conduzir um programa de treino para idosos que permita a melhoria da força, flexibilidade, equilíbrio, coordenação, destreza, capacidade cardiorrespiratória e socialização. 

Perturbação do Processamento Auditivo Central

Em Portugal, o Processamento Auditivo Central (PAC) é um tema ainda pouco explorado, dada a complexidade dos processos e mecanismos subjacentes.

 

O conhecimento anatomofisiológico do sistema auditivo é fundamental no processo de avaliação e de intervenção. Compreender a estrutura e funções deste sistema, bem como o seu funcionamento normal é vital, quer para realizar um diagnóstico adequado, identificando a perturbação e interpretando de forma correta os resultados dos testes; quer para posteriormente delinear e aplicar a melhor estratégia de intervenção.

 

Com efeito, a complexidade do PAC é em parte devido ao sistema auditivo ser constituído por duas componentes: uma porção periférica (que compreende as estruturas situadas entre o ouvido externo e o nervo auditivo) e uma central (que se estende desde os núcleos cocleares até aos centros auditivos do córtex). Ora, estas relacionam-se de uma forma íntima, dinâmica e harmoniosa e que comunicam a todos os momentos por meio das vias auditivas: aferentes e eferentes.

 

Neste contexto, o papel dos Terapeutas da Fala nas perturbações do PAC tem como foco a intervenção e acompanhamento, sempre que se verifiquem alterações a nível da linguagem, da fala e/ou outro problema cognitivo/comunicativo.

 

 “Perturbação do Processamento Auditivo Central: da análise diagnóstica ao planeamento terapêutico” é uma ferramenta muito completa para todos os terapeutas da fala, dotando-os de novas competências e habilidades para, de forma mais efetiva, direta e diferenciada, atuar neste contexto; ao mesmo tempo que poderão também consolidar e mobilizar outras competências transversais à sua intervenção.

 

Porquê este curso?

- Será desmistificada a complexidade da reabilitação das alterações que têm origem numa disfunção do PAC;

- Terá acesso a uma abordagem global baseada no raciocínio clínico, conduzida por formadora com vasto conhecimento científico nesta área;

- Terá oportunidade de analisar casos clínicos e realizar planos terapêuticos adequados.

- Ganhará as competências necessárias para intervir numa área ainda pouco explorada.

- Terá condições para avaliar, orientar e intervir atempadamente em crianças e adolescentes que apresentem perturbação do PAC, bem como nas consequências da mesma (linguísticas, comunicativas, défices de atenção);

ATM - Avaliação e Tratamento da Disfunção  Craneo-Cervico-Mandibular  (Mai 2014) - LISBOA

O diagnóstico de disfunções relacionadas com a dor orofacial é cada vez mais frequente.

 

A especificidade da articulação temporo-mandibular leva à necessidade de compreensão da sua anatomia e biomecânica, das patologias com ela diretamente relacionadas, assim como dos distúrbios secundários originados por disfunções desta articulação.

 

A ATM desempenha um papel fundamental na mastigação, deglutição, fonação e expressividade facial, o que a torna indispensável tanto para as necessidades básicas de alimentação como para as relações sociais. Para além destas funções, a sua participação no complexo articular craneo-cervical faz dela um elemento chave na intervenção nos síndromes dolorosos desta região.

 

A procura, por parte de médicos dentistas, cirurgiões maxilo-faciais, entre outros profissionais, de recursos terapêuticos adicionais aos das suas próprias áreas de conhecimento, tem gerado um interesse crescente na temática abordada ao longo deste curso.

 

Porquê este curso?

- Terá acesso a uma formação de elevada qualidade, comprovada pelo seu sucesso das anteriores edições;

- Compreenderá a relação entre a ATM e restantes articulações, integrando esta visão global no seu raciocínio clínico;

- Irá adquirir um conjunto das melhores e mais atuais ferramentas de intervenção nas disfunções da ATM;

- Beneficiará do conhecimento e vasta experiência de Tomás Pérez, nome incontornável nesta área;

- Abrirá uma porta para um novo mercado de trabalho, estabelecendo contactos com outros profissionais, numa área em que a multidisciplinariedade é fundamental para o seu sucesso. 

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os participantes deverão conhecer e dominar a intervenção do profissional de saúde nas disfunções craneo-mandibulares e orofaciais.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer a anatomia e biomecânica da ATM;

- Saber qual o papel da ATM no complexo articular craneo-cervical;

- Conhecer a fisiopatologia e patomecânica das disfunções no complexo articular craneo-cervical;

- Desenvolver estratégias de avaliação e diagnóstico das disfunções no complexo articular craneo-cervical;

- Dominar os principais recursos e ferramentas de tratamento no complexo articular craneo-cervical;

- Transportar as competências e habilidades apreendidas para a sua prática clínica, explorando uma área com um mercado de trabalho atrativo e com oportunidade, bem como diferenciando-se dos demais profissionais de saúde.

 

Massagem Ayurveda- Método Kosum Modak (Jun 2014) - PORTO

A massagem Ayurveda, também designada por massagem Ayuryoga (criada pela Mestre Kosum Modak), combina as técnicas de massagem da Medicina Ayurveda, com o Yoga terapêutico de Iyengar.

 

A massagem Ayurveda é uma técnica profunda que alia movimentos vigorosos em toda a massa muscular com manobras de tração e alongamentos. Esta técnica estimula ainda pontos de órgãos vitais que visam a recuperação do equilíbrio do paciente.

 

Reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde), a massagem Ayurveda é utilizada por quase toda a população da Índia e tem vindo a ganhar adeptos por todo o mundo.

 

É indicada para o tratamento de quase todas as doenças, mas tem especial efeito nos casos de dores musculares, fibromialgia, fadiga muscular, stresse, dependência química, depressão, alergias e dores articulares; e proporciona:

1.    Rejuvenescimento (aumento da elasticidade da pele);

2.    Realinhamento das estruturas ósseas e musculares;

3.    Aumento da autoconsciência corporal;

4.    Fortalecimento do sistema imunológico;

5.    Aceleração da circulação linfática e consequente desintoxicação do organismo,

6.    Aumento da flexibilidade e mobilidade articular;

7.    Eliminação dos bloqueios emocionais;

8.    Reequilíbrio dos chakras.

 

Porquê este curso?

- Ficará a conhecer bem melhor os conceitos envolvidos na Medicina Ayurveda, bem como algumas particularidades desta cultura tão rica e mística;

- Irá dominar ferramentas e recursos para, num curto espaço de tempo e com um baixo custo, proporcionar ao seu paciente uma melhoria significativa na sua sintomatologia, bem como um momento de um profundo relaxamento;

- Integrará um conceito de massagem cada vez mais procurado em ambiente SPA, o que o diferenciará dos restantes profissionais, aumentando assim as suas possibilidades de intervenção.

 

Objetivos Gerais:

No final desta formação os participantes deverão ser capazes de avaliar o Dosha de cada indivíduo, escolher os óleos vegetais, essenciais e extratos mais adequados, bem como aplicar a massagem Ayurveda.

 

Objetivos Específicos:

- Aplicar o questionário de determinação do Dosha e saber interpretá-lo;

- Conhecer as características dos diferentes óleos vegetais;

- Conhecer as aplicações para os diferentes óleos essenciais e extratos ayurvédicos;

- Conhecer as técnicas utilizadas na massagem Ayurveda;

- Dominar a aplicação prática das diferentes técnicas de massagem Ayurveda.

Terapias SPA (Abr 2014) - PORTO

O mundo moderno, com o seu ritmo acelerado, leva muitas vezes o nosso corpo e a nossa mente a níveis muito elevados de stress, com os conhecidos efeitos adversos que daí advêm. Na tentativa de combater esse stress e de aumentar os níveis de bem-estar, cada vez mais pessoas recorrem a serviços SPA, nomeadamente em clínicas de saúde e bem-estar, centros de beleza, ginásios, termas e cruzeiros ou até no seu domicílio, procurando sempre momentos de tranquilidade e prazer.

 

Este fenómeno revela-se uma excelente oportunidade para todos aqueles que pretendam agarrar uma oportunidade nesta área, sendo que com este curso:

 

- Terá a oportunidade de conhecer as ferramentas mais importantes para entrar no mundo SPA.

- Aprenderá a preparar o ambiente e envolvência necessários para proporcionar uma experiência SPA de excelência ao seu cliente.

- Beneficiará da experiência única de Teresa Ferreira, cujo currículo nacional e internacional, a tornam numa das profissionais com maior know-how nesta área. 

 

Objetivos gerais

- Pretende-se com este curso abordar numa perspetiva teórico-prática os principais conceitos, procedimentos e técnicas adotadas em terapias Spa.

 

Objetivos específicos

- Conhecer o conceito de Spa e as diversas terapias nesta área.

- Saber como preparar o espaço terapêutico.

- Saber avaliar o estado de saúde do cliente, selecionar e aplicar a terapia Spa mais adequada.

- Conhecer algumas estratégias de promoção de produto na área de Spa.

- Saber executar correctamente as técnicas de Terapias Spa abordadas.

Reabilitação Vestibular: Avaliação e Tratamento Funcional dos Distúrbios do Equilíbrio (Jun 2014) - PORTO

Os processos inflamatórios que ocorrem no sistema vestibular são uma das possíveis causas que podem originar distúrbios do equilíbrio, levando a maioria dos pacientes a adotarem apenas condutas medicamentosas para tentar controlar ou eliminar os seus sintomas.

 

Contudo, outros aspetos como: dificuldades de atenção e de concentração, cansaço e ansiedade são características frequentemente presentes em pacientes com alterações vestibulares.

 

A Reabilitação Vestibular trabalha com aplicação de técnicas manuais e exercícios, dando ênfase à eliminação e redução da sintomatologia, estando a sua eficácia bem documentada na literatura científica.

 

Neste curso abordar-se-ão as intervenções “tradicionais” da Reabilitação Vestibular na área da otoneurologia, baseando contudo o raciocínio clínico na filosofia osteopática. Ao longo de 20 horas de formação serão abordadas as principais alterações vestibulares bem como os fundamentos e a evidência das principais formas de avaliação e tratamento, havendo um claro ênfase na componente prática, o que permitirá ao profissional aplicar os conhecimentos aprendidos imediatamente após o fim do curso

 

Porquê este curso?

- Trará soluções para intervir junto do seu paciente além do tratamento farmacológico e/ou cirúrgico;

- Aprenderá com um formador que já lecionou mais de 30 cursos e que ao longo dos anos tem vindo a reforçar a sua própria formação em Reabilitação Vestibular e Terapia Manual, permitindo-lhe criar assim desenvolver uma visão que integra estas duas áreas;

- Aprenderá a distinguir as diferentes causas deste transtorno (causas cervicais, cranianas, metabólicas, fasciais, tumorais, degenerativos, pós-operatórias, auditivas, etc);

- Dominará diferentes técnicas de intervenção para atuar, sobretudo nas causas de origem mecânica;

- Alargará, portanto, o seu leque de opções profissionais, aumentando a sua diferenciação curricular.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os formandos deverão ter adquirido as competências necessárias para atuarem na área da Reabilitação Vestibular com segurança e eficácia, numa perspetiva de intervenção funcional, permitindo-lhes assim alargar o seu leque de opções profissionais e ganhar uma maior diferenciação curricular.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer a anatomia e fisiologia do sistema vestibular;

- Conhecer as principais disfunções que afetam o sistema vestibular;

- Saber os princípios da Reabilitação Vestibular;

- Executar corretamente a avaliação em situações de alteração do sistema vestibular;

- Dominar as técnicas de tratamento de patologia vestibular.

Equilíbrio Neuromuscular: Método François Soulier (Mai 2014) - PORTO

O ENM é um método de tratamento de referência, caracterizado pelos seus resultados imediatos e abordagem ao indivíduo na sua globalidade.

 

Consiste da aplicação de uma leve vibração/microthrust, destinado a corrigir disfunções articulares e vertebrais através de uma correção com recurso um aparelho – o equilibrador neuromuscular, que produz um estímulo preciso e suave no sentido da correcção da lesão, desencadeando o processo de reequilíbrio, restabelecendo a amplitude normal não dolorosa nas articulações e relaxando os músculos associados. Atuando desta forma, controla-se o equilíbrio neuromuscular global ou segmentar do paciente.

 

A inovação por parte de François Soulier advém da inclusão dos conceitos da Osteopatia e Posturologia, tornando-o o ENM numa abordagem global ao indivíduo, direcionada para o tratamento de dores articulares e vertebrais, resultando na libertação de restrições de mobilidade.

É um método inovador, preciso, simples, eficaz e que se destina a todo o tipo de pacientes, da pediatria à geriatria, com particular destaque para a patologia desportiva.

 

Esta técnica baseia-se num protocolo de testes estruturados. O resultado das correções aplicadas é avaliado a cada etapa do tratamento, aumentando o seu grau de confiança.

É uma técnica fácil de aplicar para o profissional e não causa stress ao paciente, assegurando um elevado grau de qualidade do tratamento, do início ao fim.

 

François Soulier construiu o Equilibrador Neuromuscular em sinergia com engenheiros biomédicos. O aparelho tem a capacidade de gerar uma pressão aproximada de 180 gramas. Esta pressão atravessa tecidos moles e desencadeia uma vibração unidireccional de 180 gramas com o objectivo de informar o sistema nervoso, sobre a origem do seu problema, estimulando a auto-correção global, não stressante e natural do corpo. Este é um aparelho que permite tratar sem agressão, direccionando ao corpo os estímulos ideias, no local correto, de uma forma muito precisa e simples.

 

Este é um investimento que terá seguramente o seu retorno, já que acrescentará um valor significativo à sua prática clínica aumentando a sua diferenciação e notoriedade no mercado de trabalho, enquanto lhe garante os melhores resultados na sua prática clínica.

 

Com este curso:

- Conhecerá e beneficiará da experiência de François Soulier, um dos maiores nomes da Terapia Manual.

- Integrará um método avançado em Terapia Manual, que lhe permitirá elevar a sua prática clínica a um patamar de destaque.

- Terá acesso ao mais recente equilibrador neuromuscular François Soulier®, resultado de anos de experiência e evolução.

- Junta-se a uma elite de profissionais que utilizam a ENM, um dos métodos mais rentáveis em Terapia Manual, recuperando rapidamente o seu investimento.

 

Nota importante:

- Este curso será ministrado em Francês com tradução simultânea.

Dermoneuromodulação - Tratamento Imediato da Dor (PORTO)

A Dermoneuromodulação surge como uma nova abordagem dos conceitos e ferramentas que os fisioterapeutas possuem. Apresenta-se como um novo processo que promove e facilita a aprendizagem do paciente e do seu sistema nervoso, proporcionando ao fisioterapeuta uma poderosa ferramenta de tratamento.

 

Os tecidos considerados pela DNM são a pele e o nervo cutâneo, frequentemente ignorados em terapia manual, sendo os participantes expostos, ao extensivo sistema ramificado que inerva pele.

 

A persistência da dor é a principal razão pela qual a maioria dos pacientes procuram um terapeuta manual. A DNM é baseada no modelo de neuro-matriz da dor, o modelo de dor clinicamente mais útil em existência a partir de um ponto de vista interactivo na terapia manual.

 

A DNM é um modelo de tratamento interactivo, colocando a "dor" em primeiro lugar, focando o sistema nervoso do paciente como o centro do tratamento, passando a abordagem por provocar estímulos estratégicos, facilitando a adaptação desejada do sistema nervoso.

 

Com este curso:

- Integrará uma ferramenta de tratamento imediato na dor, passando a poder apresentar uma solução eficaz para a intervenção na dor persistente dos seus pacientes.

- Irá adquirir uma nova visão do sistema nervoso e seus mecanismos de dor.

- Revolucionará a sua prática clínica, adquirindo uma poderosa ferramenta de intervenção em Terapia Manual.

- Conhecerá a abordagem de Diane Jacobs, a criadora do método, beneficiando de toda a sua experiência e conhecimento.

 

 

Avançado em Suturas (Jun 2014) - Porto

A sutura representa uma competência muito atrativa para Médicos e Enfermeiros. No entanto, esta é abordada com pouco enfoque na formação base destes profissionais, o que pode estar na génese de alguma insegurança no momento de executar estas técnicas.

 

São vários os settings de exercício profissional que levam o profissional à realização de técnicas de sutura de feridas traumáticas, o que reforça a necessidade do domínio desta valência para uma prática clínica completa.

 

É nesse sentido que surge a necessidade de se colmatar esta lacuna, transformando assim a sutura num verdadeiro gesto de autonomia e crescimento profissional, através de uma formação prática, objetiva e muito completa com a finalidade de sustentar uma prática clínica segura e esclarecida em sutura de feridas cutâneas.

 

Este curso abordará a temática das suturas, desde os seus princípios básicos e técnicas mais comuns até às abordagens mais específicas e avançadas, com uma abordagem dirigida para o estudo de casos e da resolução de problemas comuns na prática clínica.

 

 

Com este curso:

- Integre uma das mais completas formações em suturas – um curso verdadeiramente avançado;

- Conheça a mais recente evidência científica na área;

- Tenha acesso a uma formação conduzida por um formador com vasta experiência nesta temática;

- Conheça as melhores técnicas de sutura, reforçando a sua prática clínica com um dos recursos terapêuticos mais procurados e reconhecidos no mercado de trabalho;

- Adquira o conhecimento e a confiança necessárias para aplicar uma das técnicas mais procuradas nos cuidados de saúde.

 

 

Se foi aluno do curso de “Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular”: poderá frequentar esta formação, conhecendo os novos temas abordados no módulo Suturas II e ao mesmo tempo fazer uma reciclagem do já por si aprendido módulo Suturas I. Caso se encontre nesta condição o seu investimento será de 119 € (primeiro prazo de inscrição) e 129€ (segundo prazo de inscrição). 

 

Objetivos

Objetivos Gerais:

No final desta formação, os participantes deverão ter adquirido conhecimentos e capacidades avançadas no âmbito da sutura de feridas.

 

Objetivos Específicos:

- Enunciar as principais indicações da sutura cutânea;

- Identificar as situações específicas de sutura;

- Respeitar os princípios fundamentais na preparação da ferida previamente à sutura;

- Efetuar o procedimento de anestesia local convenientemente;

- Executar corretamente os fatores que influenciam a decisão clínica perante os estudos de caso apresentados;

- Enunciar e executar corretamente os procedimentos adequados perante os casos clínicos apresentados;

- Efetuar os vários procedimentos de sutura de forma correta.

Terapia Manual Segundo o Conceito Osteoetiopático  CERTIFICAÇÃO ATMS (Mai 2014) - PORTO

Terapia Manual segundo o Conceito Osteoetiopático diferencia-se dos demais por permitir uma intervenção na real causa da lesão.

Baseado na prática clínica e na evidência, este curso singular apenas com edições no Brasil, Bélgica, França, Argentina e Portugal, permite ao fisioterapeuta intervir nas patologias posturais, articulares e vertebrais de maneira eficaz e duradoura. Sendo isto somente possível através da associação num só programa de algumas das melhores técnicas da Terapia Manual: Osteopatia, Quiropraxia, Cadeias Musculares, Cinesiologia Aplicada, Cyriax, Trigger Points, entre outras.

Conceito de destaque, que também integra esta formação é a Posturoterapia, a qual se apresenta como uma metodologia revolucionária, baseada na fisiologia muscular e biomecânica.

Esta permite, não só diagnosticar, como também, através do reequilíbrio da postura intervir em desequilíbrios posturais e alterações musculares que estão frequentemente na base dos sintomas do paciente.

Esta é, portanto, uma filosofia de trabalho que consiste na compreensão da dor do paciente, na análise dos seus diferentes parâmetros e na origem dos sintomas através das diferentes estruturas do corpo humano, a nível: parietal, visceral, crânio-sacral.

Este curso ímpar em terapia manual propõe um programa com técnicas diferentes e complementares que permitem ao fisioterapeuta a adaptação precisa à causa e à necessidade individual do paciente, seguindo o princípio de tratar a causa através de um trabalho global das cadeias ascendentes e descendentes e não de tratar somente os sintomas dolorosos.

É a oportunidade de juntar um carimbo claramente diferenciador ao seu currículo, ao mesmo tempo que ganha competências fundamentais para tratar o seu paciente de forma autónoma, global e bem-sucedida, assegurando uma intervenção diferenciada e com resultados imediatos.

 

O curso terá uma duração de 2 anos e após a conclusão dos 12 módulos e do exame final teórico e prático, que garante o diploma em Osteoetiopatia (DOe) da ATMS.

 

Este é um investimento que terá seguramente o seu retorno, já que acrescentará um valor significativo à sua prática clínica aumentando a sua diferenciação e notoriedade no mercado de trabalho, e assegurando-lhe melhores resultados.

 

Porquê este curso?

- Diferenciará a sua prática clínica, assegurando um elevado grau de autonomia.

- Junta-se ao grupo de alguns dos maiores nomes da fisioterapia que já frequentaram esta formação.

- Conhecerá Dominique Lippens, o criador deste conceito, assim como uma equipa de formadores de excelência que partilham da sua visão e método de trabalho.

- Mudará para sempre a forma como avalia um paciente, elevando o seu raciocínio clínico, para uma abordagem global e centrada na causa do problema.

- Permite ao fisioterapeuta alcançar resultados imediatos e duradouros que o destacarão junto dos seus pacientes e colegas de profissão.

- Porque este curso resulta do que há de melhor em algumas das mais reconhecidas metodologias em terapia manual. 

 

Objetivos Gerais:

- Define-se como objetivo geral deste curso a aprendizagem e integração de um modelo de avaliação e raciocínio clínico global, através da identificação da real causa da disfunção/patologia. Assim como da capacidade de seleção do tratamento mais eficiente para cada condição.

 

Objetivos específicos

- Avaliar os diferentes tipos de dor e disfunção, identificando a real causa (etiologia) do problema.

- Definir uma metodologia de avaliação e raciocínio clínico, baseada numa visão global, a nível articular, muscular, neural, fascial e visceral.

- Saber selecionar as técnicas/estratégias que melhor se adequam a cada disfunção/patologia.

- Executar técnicas de palpação, aplicação dos testes manuais e da intervenção.

- Executar corretamente as diferentes técnicas osteopática e outras técnicas de terapia manual, respeitando as indicações e contraindicações de cada. 

 

--

* O valor apresentado corresponde ao valor de um dos módulos, sendo que, o investimento total corresponderá a este valor multiplicado pelos 12 módulos do curso).
*O pagamento de cada módulo deverá ser realizado antes do início de cada um dos 12 módulos.

Preparação Para o Nascimento:  Pré-Parto (Mai 2014) - LISBOA

O período de pré parto é caracterizado por um processo de parentalidade envolto em desafios e novas aprendizagens por parte do casal.

 

Assim como é sabido, que este é um período de alterações físicas na mulher, sendo também caracterizado por fases de dúvida e medo no casal. Torna-se desta forma, indispensável que o profissional esteja preparado para intervir na componente física e psicológica, preparando o casal para a parentalidade e integração do novo elemento no contexto familiar

 

O profissional de saúde tem a oportunidade única de suportar e promover as competências parentais através de estratégias antecipatórias de saúde, ensinando ao casal a melhor forma de vivenciar em toda a plenitude esta etapa de vida, com a certeza de que saberão dar o melhor a si e ao seu bebé.

 

Para desenvolver esta atividade é exigido ao profissional da saúde, cada vez mais, um saber aprofundado e competências específicas para promover o processo de parentalidade em segurança e qualidade.

 

Com este curso:

- Conhecerá a abordagem de Maria João Alvito, um dos nomes incontornáveis em Portugal nesta área.

- Frequentará uma formação que é reconhecida como referência, por integrar, além da preparação física na preparação para o parto, a adaptação do casal à parentalidade, ensinando ao casal a melhor forma de vivenciar esta etapa.

- Além de adquirir os conhecimentos necessários para intervir num mercado em crescimento irá fazê-lo de forma diferenciada. 

 

Objetivos Gerais:

- Planear e implementar ações/programas de pré parto

- Monitorizar e avaliar a qualidade e efetividade das ações/programas de pré parto

- Demonstrar capacidade crítica e de reflexão acerca da intervenção nesta área específica, de forma a contribuir efectivamente para a visibilidade e efectividade da mesma.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer as actuais linhas orientadoras e recomendações relativas aos cuidados pré natais;

- Analisar a evidência científica actual relativa à intervenção nesta área, relacionando-a com os modelos

- Seleccionar estratégias adequadas para a identificação das necessidades da mãe/pai e/ou casal durante o período pré natal

- Seleccionar estratégias adequadas na divulgação, promoção e sensibilização de acções e/ou programas de educação/preparação pré parto, adequadas ao público-alvo

- Conhecer e/ou aprofundar o conhecimento relativo às mudanças físicas, emocionais e psicológicas da mãe/pai/casal e bebé associadas aos períodos pré natal;

- Planear e implementar ações de programas de educação pré parto;

Acupuntura para Fisioterapeutas (Mai 2014) - LISBOA

A Acupuntura é uma das disciplinas mais importantes da Medicina Chinesa. Trata-se de uma técnica medicinal que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, chamados de acupontos e localizados ao longo de meridianos (trajectos energéticos) com o fim de melhorar o estado de saúde do paciente.

Os meridianos são canais que percorrem todo o corpo, mas que não tem trajecto visível, seguem habitualmente trajectos de nervos ou grandes vasos corporais. Qualquer bloqueio ou dor física inicia-se por um bloqueio energético ao nível destes meridianos.

 

As agulhas de acupuntura colocadas correctamente sobre os acupontos, libertam os bloqueios aumentando o fluxo energético, o fluxo de sangue e o fluxo de líquidos corporais. Modulam ainda o funcionamento do sistema nervoso, do sistema endócrino, do sistema imunitário e das glândulas exócrinas.

Está provado igualmente que a acupuntura tem um efeito anestésico local e que promove a libertação de neurotransmissores, nomeadamente endorfinas, responsáveis pela sensação de relaxamento, felicidade e bem-estar. Existem pontos e protocolos específicos de acupuntura para quase todo o tipo de patologias, incluindo a patologia osteoarticular e muscular.

Sendo que a MC e a Medicina Ocidental têm aprofundado e aproximado os seus laços, é para a Bwizer pertinente criar um curso que possa dotar o Fisioterapeuta de conhecimentos consolidados nesta área de atuação, possibilitando-lhes o domínio de uma ferramenta que é, indubitavelmente, já muito procurada pelo público para o tratamento de um sem número de condições.

 

Este não confere um grau de acupunctor, no entanto, foi desenhado especificamente para fisioterapeutas por Helena Justo, uma formadora muito bem avaliada em todas as formações Bwizer e com vasta experiência em Medicina Tradicional Chinesa, concretamente em acupuntura, tornando-se uma excelente ferramenta para o tratamento da patologia músculo-esquelética e construindo ao mesmo tempo uma excelente base para formandos que queiram completar uma formação longa em acupuntura.

 

Saiba que continuamos a apresentar o melhor preço de mercado.

O mesmo acontece se escolher fazer o seu pagamento em quatro prestações - nesse caso, em cada uma das prestações, o valor que se adequa à sua condição será de €195 caso se tenha inscrito no 1º prazo (total de €780), ou €205 caso se tenha inscrito no 2º prazo (total de €820).

O pagamento de cada prestação, através de transferência bancária, deverá ser efetuado até 8 dias antes do início de cada módulo. Em seguida deverá enviar o comprovativo relativo ao pagamento para info@bwizer.com, indicando-nos o motivo da sua transferência..

 

Vídeo da 1ª edição do curso de Acupuntura para Fisioterapeutas - http://bit.ly/YFukRZ

 

Porquê este curso?

- Conhecerá em pormenor este método cada vez mais procurado por profissionais e pacientes;

- Integrará esta abordagem holística, cujo segredo do sucesso reside essencialmente na combinação e intima partilha de conhecimento e know-how entre a Medicina Oriental e Ocidental;

- Dominará uma importante e eficaz ferramenta terapêutica para a intervenção em patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas;

- Ficará a conhecer a relação entre Acupuntura e Trigger points, assim como entre Meridianos e Estruturas Nervosas;

- Beneficiará da experiência e conhecimento de Helena Justo, formadora que conduzirá este curso.

 

Objectivos Gerais:

1. Conhecer o trajecto de meridianos e pontos de acupuntura e saber aplicar um correcto protocolo de punctura para o tratamento de patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas.

 

Objectivos Específicos:

1. Conhecer os meridianos e pontos de acupuntura

2. Relacionar pontos de acupuntura e trigger points

3. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias da face e pescoço

4. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias da Coluna

5. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias dos Membros Superiores

6. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias do Membro Inferior

7. Reconhecer a noção de dor nevrálgica e identificar os pontos correctos para o seu alívio sintomático

 

Os interessados em frequentar este curso:

- Porto (Mai) | http://bit.ly/1kSEXdc

- Coimbra (Set) |  http://bit.ly/1dUn1Mm

Reabilitação Perineal Ativa (Mai 2014) - PORTO

“A Organização Mundial de Saúde considera a incontinência urinária um problema de saúde pública. Esta patologia atinge homens e mulheres e, assim como a incontinência anal, os prolapsos e as disfunções sexuais, tem um enorme impacto negativo na qualidade de vida.

 

Antigamente estas patologias eram vistas como consequência natural da idade e as pessoas adaptavam-se às mudanças por elas impostas. A sociedade moderna e o aumento da esperança média de vida fizeram com que as pessoas se preocupem cada vez mais com a qualidade de vida e o bem-estar.

 

Embora existam vários estudos sobre a reabilitação perineal, os protocolos aplicados nesses estudos não respeitam a evolução neuromuscular e metabólica da reabilitação muscular, sendo que muitas vezes iniciam e terminam a intervenção com a mesma intensidade. Para além disto, habitualmente, estes protocolos também utilizam apenas um procedimento ou recurso, não fazendo combinação de várias técnicas de reabilitação perineal como são feitas nos restantes tratamentos de fisioterapia.

 

O protocoloReabilitação Perineal Ativa” (RPA) utiliza a cinesioterapia pélvica com biofeedback, eletroestimulação, cones vaginais e exercícios para casa. A intensidade das suas sessões evolui gradualmente como recomendado pelo American College of Sports Medicine. De facto, tudo isto torna este protocolo numa ferramenta única e inovadora para o tratamento das disfunções perineais.

 

Este protocolo tem o objetivo de promover o fortalecimento, alongamento e relaxamento da musculatura do períneo sendo assim indicado para o tratamento da incontinência urinária feminina e masculina, disfunções sexuais masculinas e femininas, incontinência anal, obstipação, prolapsos e algias pélvicas.

 

Este protocolo já vem sendo utilizado por mim e por meus alunos desde 2011 e o sucesso dos tratamentos realizados confere-lhe uma validação clínica. A sua validação científica será verificada na minha tese de doutoramento pelo departamento de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo”.

 

 

Porquê este curso?

- Destacar-se-á numa área onde a fisioterapia desempenha um importante papel

- Beneficiará da experiência impar da fisioterapeuta Laira Ramos, criadora do método. 

- Integrará um método muito completo, que o capacitará para intervir na prevenção e tratamento das disfunções do períneo.

- Ganhará a experiência prática necessária para atuar com confiança nesta área.

 

 

Objetivos

Objetivos Gerais:

Dotar os formandos das competências necessárias para avaliarem, planearem e intervirem de forma adequada nas patologias do períneo.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer os princípios da Reabilitação Perineal Ativa

- Conhecer a mais recente evidência científica em fisioterapia uroginecológica

- Executar a avaliação subjetiva, objetiva e anamnese. 

- Identificar as diversas disfunções do períneo.

- Selecionar a metodologia e ferramentas de intervenção adequadas a cada caso

- Perceber a importância do biofeedback em reabilitação perineal

- Executar corretamente os exercícios de cinesioterapia (como exercícios de Kegel) para as patologias do pavimento pélvico

- Utilizar corretamente a bola de Bem Wa os Cones Vaginais e o Reeducador.

Inglês para  Profissionais de Saúde (Mai 2014) - PORTO

Num mundo cada vez mais global e onde a mobilidade profissional é uma realidade, falar uma língua estrangeira é a chave que abre inúmeras portas a nível profissional, dentro e fora da Europa.

 

Cada vez mais procurados em todo o mundo, os profissionais de saúde Portugueses são reconhecidos e preferidos pelo seu profissionalismo, conhecimento, competências e qualidades. Assim, é importante que seja fluente em pelo menos uma língua estrangeira, sendo o Inglês, de facto, uma escolha primordial para muitas entidades empregadoras.

 

Para o profissional de saúde falar Inglês é multiplicar as suas hipóteses de sucesso profissional e facilitar, em muito, a sua entrada no mercado de trabalho internacional.

 

Por conseguinte, “Inglês para Profissionais de Saúde” tem como objetivo dotar os formandos de conhecimentos e meios para se exprimirem com segurança, compreenderem enunciados (comunicação com pacientes, diálogos entre profissionais, conferências, etc.), valorizando também a expressão e a compreensão escritas (leitura e compreensão de revistas científicas, bibliografias, etc).

 

Construímos assim um curso abrangente, no sentido de responder às suas necessidades. Invista no seu futuro profissional!

 

Porquê este curso?

- De uma forma simples e objetiva, irá adquirir competências para compreender, falar e escrever em Inglês de forma fluente e adequada;

- Ficará apto a manter uma conversação, quer em contexto social, quer profissional;

- Estará melhor preparado para uma entrevista de emprego em Inglês;

- Sentir-se-á mais preparado para viver e trabalhar no Reino Unido.

 

Objetivos gerais:

No final desta formação, os formandos deverão ter adquirido vocabulário, competências gramaticais e de sintaxe com o objetivo de desenvolver rapidamente habilidades de comunicação/ produção (oral e escrita).

 

Objetivos Específicos:

- Reconhecer e usar vocabulário específico;

- Compreender informações orais e escritas em contextos diversificados (profissional e socioprofissional), nomeadamente no contexto profissional hospitalar, integrando a sua experiência e mobilizando conhecimentos adquiridos noutras situações;

- Comunicar em língua inglesa, dentro dos tópicos abordados e em contextos socioprofissionais;

- Interagir, articulando informação de modo lógico e coerente e integrando/ mobilizando a sua experiência e conhecimentos adquiridos noutras situações;

- Elaborar notas e comentários profissionais;

- Interagir no âmbito de tarefas simples e habituais que requeiram a troca direta de informação sobre assuntos que lhe são familiares no contexto profissional e fora dele;

- Interagir  com razoável à vontade em situações bem estruturadas;

- Elaborar pedidos e transmitir informações de interesse imediato (oralmente e por escrito) fazendo compreender os pontos que considera importantes;

 

Datas: Todas as 2ª e 4ª Feiras desde 26 de Maio até 25 de Junho de 2014

(26 e 28 de Maio; e 2, 4, 9, 11, 16, 18, 23 e 25 de Junho de 2014) 

Eletropuntura (Jun 2014) - LISBOA

A Eletropuntura é uma importante disciplina da Medicina Chinesa. Trata-se duma técnica que consiste na aplicação de agulhas associadas a um estímulo elétrico recorrendo a aparelhos eletroestimuladores.

Esta técnica tem por base a Acupuntura, técnica que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, chamados de acupontos e localizados ao longo de meridianos (trajetos energéticos não visíveis que seguem habitualmente o trajeto de nervos e grandes vasos corporais), com o objetivo de melhorar o estado de saúde do paciente.

 

Está provado que a Eletropunctura tem um efeito anestésico local e que promove a libertação de neurotransmissores, nomeadamente endorfinas, responsáveis pela sensação de relaxamento, alívio de dor/tensão e bem-estar.

 

A Eletropuntura é assim reconhecida como um método terapêutico capaz de potenciar os benefícios da acupuntura manual, conseguindo excelentes resultados no mais variado tipo de patologias, incluindo a patologia osteoarticular e muscular, tornando-se um excelente aliado da terapia manual.

 

Com este curso:

- Através da utilização de agulhas, irá obter resultados surpreendentes, uma vez que as agulhas de acupuntura alcançam locais que um comum eletrodo não alcança.

- Conhecerá sucintamente as bases da Medicina Chinesa e da Acupuntura, sem necessitar de frequentar uma formação prévia.

- Integrará de forma sucinta e pragmática, uma ferramenta de intervenção igualmente apreciada por clínicos como por pacientes.

- Terá oportunidade de integrar uma nova de ferramenta terapêutica, apresentando excelentes resultados na patologia músculo-esquelética

 

Objectivos Gerais:

No final deste curso a formando deverá ser capaz de integrar os conhecimentos de eletropuntura, sendo capaz aplicar um correto protocolo de eletropuntura no tratamento de patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas.

 

Objectivos Específicos:

- Conhecer os conceitos básicos da acupuntura

- Conhecer os meridianos e pontos de acupuntura utilizados na patologia músculo-esquelética e respetiva puntura

- Conhecer as várias modalidades terapêuticas e analgésicas da eletropuntura

- Relacionar as respostas do organismo às diferentes modalidades terapêuticas e respetivos mecanismos de ação em condições patológicas

- Saber executar um correto protocolo de eletropuntura em patologias: da face e pescoço; do dorso; do membro superior; do membro inferior.

 

Os interessados em frequentar este curso:

- Porto | Jull http://bit.ly/1gBMZ7t

Método Oficial Kinesio® Taping KT1/KT2 (Mai 2014) - PORTO

O Método Kinesio® Taping é uma técnica de reabilitação desenhada para facilitar o processo de recuperação do corpo, dando apoio e estabilidade aos músculos e articulações, sem restringir os graus de movimento, ao mesmo tempo que promove um estímulo constante sobre os mesmos.

 

Atuando a nível do sistema somatosensorial, o tape Kinesio Tex, alivia a dor e facilita a drenagem linfática ao provocar um lifting da pele a nível microscópico. Esta ação aumenta o espaço intersticial, permitindo uma diminuição da inflamação nas áreas afetadas.

 

Este método permite ainda prolongar os efeitos de outras técnicas, desde logo de Terapia Manual, pelo que pode ser uma preciosa ajuda no tratamento de um conjunto alargado de disfunções a nível músculo-esquelético, linfático, neurológico, entre outros; É utilizado para:

-       Facilitar a circulação e o processo de regeneração;

-       Reeducar o sistema neuromuscular;

-       Reduzir a dor;

-       Aumentar a performance;

-       Prevenir lesões.

 

O Kinesio® Tex permite uma utilização durante 3 a 5 dias, garantindo um efeito terapêutico de 24h/dia, apresentando-se assim como um tratamento extremamente económico.

 

Formação oficial:

O Método Kinesio Taping® vai muito para além da mera aplicação de uma tira de tape adesivo. O Dr. Kenzo Kase, considera que a formação é o elemento crucial para o sucesso do mesmo, comparando-a ao software necessário para tornar possível uma adequada utilização do Método Kinesio®  Taping

 

Tem havido um número crescente de cursos não reconhecidos pela KTAI, cuja qualidade não é assegurada por esta instituição, sendo a Bwizer a única empresa que em Portugal, está autorizada a organizar formação oficial.

 

Nível KT3:

Após finalização do nível KT1/KT2 terá possibilidade de aceder ao nível KT3, onde levará o seu conhecimento no método a um grau elevado de expertise, fruto de uma metodologia de ensino mais personalizada e que visa inúmeras condições específicas na área visceral, neurológica e músculo-esquelética. Próximas edições:

 

Certified Kinesio Taping Practicioner ®

Atingirá o nível Certified Kinesio Taping Practitioner (CKTP) depois de concluir com sucesso os níveis KT1/2 e KT3 e o exame final (online)

Sendo um CKTP®:

- Aprofundará a sua relação e conhecimento do mundo Kinesio®

- Estará habilitado a apresentar comunicações escritas/orais nos simpósios anuais da KTAI

- Estará habilitado a enviar artigos científicos para a revista oficial da KTAI – Advanced Healing, com difusão mundial

- Verá o seu nome listado no website da KTAI, disponível para pesquisa de pacientes, e juntar o título CKTP aos seus cartões pessoais

- Poderá ser assistente de um CKTI em formações, simpósios, conferências relacionadas com a Kinesio Taping Association International (KTAI)

- Estará habilitado a tornar-se um Instrutor Oficial da Kinesio Taping International (CKTI)

 

Com este curso:

- Não ofereça aos seus pacientes imitação quando pode oferecer autenticação.

- Tem acesso a uma metodologia desenhada especificamente para maximizar a eficácia do método, permitindo-lhe estimular o processo de reabilitação e também prolongar os efeitos de outras terapias aplicadas no seu paciente.

- Domine um método cada vez mais procurado, tanto pelos profissionais que buscam formação para se diferenciarem no mesmo, como proactivamente pelos pacientes.

- Integre uma técnica que lhe permitirá intervir em patologia músculo-esquelética, neurológica, linfática, entre outras.

- Beneficie de uma formação ministrada por um instrutor formado pelas exigentes diretrizes da KTAI, instituição que assegura os mais altos standards a nível da formação no Método Kinesio Taping.

- Frequente o curso do criador do método, o Dr. Kenzo Kase, o único com um certificado reconhecido internacionalmente pela KTAI, o que lhe facilitará o reconhecimento por parte de empresas em todo o mundo.

- Enquanto membro da KTAI, terá acesso à mais recente informação e evidência sobre o método, através da base de dados, biblioteca online e fórum web desta instituição;

- Tenha a possibilidade de aceder ao nível KT3 e posteriormente ao exame para se tornar num CKTP® – Certified Kinesio Taping Practicione r®.

- Tenha acesso ao curso de Taping mais testado do mundo, com inúmeras edições num leque alargado de países, o que lhe confere um certificado de qualidade real.

Shiatsu - Nível Básico (Jun 2014) - PORTO

Shiatsu é uma palavra japonesa que significa "pressão com os dedos". É designação utilizada para a mais antiga forma de medicina – a cura com as mãos.

 

De facto, é uma prática terapêutica que usa a pressão dos dedos e técnicas manipulativas para ajustar a energia do corpo, evitando o quadro de doença e promovendo a saúde e bem-estar.

 

Na verdade, todos temos este poder curativo do toque e resposta ao toque; trata-se de uma habilidade natural que a comunidade científica voltou a reconhecer.

 

É um tratamento muito relaxante com influência a vários níveis, como por exemplo dores articulares, dores de coluna, enxaquecas, etc., sendo por isso uma excelente ferramenta terapêutica complementar para os profissionais de saúde.

 

Esta formação inclui tópicos da história da medicina oriental, teoria do Yin e Yang, meridianos e, sobretudo, muita prática de shiatsu, tornando-a numa excelente opção para quem procura uma formação intensiva e completa em shiatsu.

 

Tratando-se do nível básico, este curso tem ainda como objetivo facilitar a aquisição das bases aos participantes para que, caso pretendam, possa aprofundar os seus conhecimentos em módulos mais avançados.

 

Por fim, tratando-se o Shiatsu de uma técnica que tem vido a ser crescentemente procurada pelo mercado, este curso procura reforçar o curriculum dos seus participantes, contribuindo para uma maior empregabilidade.

 

Porquê este curso?

- Aprofundará o seu conhecimento e visão holística da saúde, conhecendo um pouco melhor a Medicina Chinesa e o Shiatsu;

- Diversificará as suas potencialidades e domínios de intervenção, com recurso a técnicas que lhe podem fazer alcançar resultados relevantes;

- Adquirirá competências e habilidades muito procurados no mercado pelos pacientes, aumentando assim o seu leque de possibilidades de intervenção;

- Passará a dar maior atenção a pormenores com impacto importante nos resultados finais da intervenção. 

 

Objetivos Gerais:

No final desta formação, os participantes deverão estar capacitados para utilizar técnicas alternativas de tratamento e que abordam, não só a doença, mas principalmente o doente. Assim, o formando sairá dotado de conhecimento base de shiatsu que poderá aplicar na sua prática clínica, contribuindo assim para uma melhor eficácia terapêutica.

 

Objetivos Específicos:

- Compreender o conceito do Shiatsu e seus efeitos no organismo;

- Saber os princípios da Medicina Chinesa;

- Perceber o conceito de meridiano/trajeto energético;

- Saber em que condições o Shiatsu deve ser aplicado e contraindicações;

- Perceber os diferentes tipos de pressão que deverão ser aplicados e em que condições;

- Saber aplicar eficientemente as técnicas do Shiatsu em Decúbito Dorsal, Ventral e Lateral.

Quiropraxia - Tratamento da Coluna Vertebral (Jul 2014) - LISBOA

A Quiropraxia é uma técnica de terapia manual criada nos Estados Unidos pelo Dr. Daniel David Palmer. É reconhecida pela OMS, e comprovada cientificamente, com inúmeros trabalhos que atestam a sua eficiência, no tratamento de inúmeras condições músculo-esqueléticas, com particular ênfase no tratamento da coluna vertebral, desde logo hérnias-discais e ciatalgias.

 

Esta técnica consiste na manipulação de vértebras e articulações em desalinhamento, que estejam a perturbar a biomecânica articular, originando consequentemente outras lesões, como compressões de raízes nervosas ou distúrbios posturais globais, que provocam dores agudas e/ou crónicas, má postura e até mesmo a distúrbios viscerais.  

 

A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, destacando a importância do sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde. Conheça alguns artigos científicos sobre os efeitos das técnicas de manipulação quiroprática: http://1.usa.gov/12M3zJE e http://bit.ly/13fXwxr.

 

Esta é caracterizada por ser uma abordagem eficaz, com resultados imediatos, muito procurada pelos pacientes e consequentemente bastante rentável para os profissionais que a aplicam.

 

Com este curso:

- Com base no raciocínio clínico ficará capacitado para avaliar e diagnosticar de forma diferenciada as disfunções da coluna vertebral.

- Saberá construir um plano de tratamento adequado a cada caso, intervindo nas patologias da coluna vertebral, com os resultados imediatos que advêm da manipulação quiroprática.

- Reforçará a sua experiência em Terapia Manual, ganhando “manualidade” e confiança na sua prática clínica. 

- Terá acesso a uma formação, prática e objetiva, muito bem avaliada e leccionada por um reconhecido formador, com vasta experiência em Quiropraxia/Terapia Manual - tendo já conduzido inúmeras formações e sendo ainda autor de um livro na área.

- Adquire uma ferramenta que para além dos benefícios que trás para o paciente, é reconhecida com uma das técnicas mais bem pagas em terapia manual.

 

Objectivos Gerais:

No final do curso o aluno terá de ser capaz a avaliar e tratar as disfunções da coluna vertebral com base nas técnicas manipulativas específicas da Quiropraxia, reforçadas por um forte conhecimento teórico e científico.

 

Objetivos específicos:

-Compreender os princípios e fundamentos da Quiropraxia.

-Conhecer os efeitos das técnicas de manipulação quiropráticas.

-Respeitar as indicações, red-flags e contra-indicações destas técnicas.

-Aprofundar conhecimentos de anatomia e biomecânica, para a coluna cervical, dorsal, lombar e articulação sacroilíaca.

-Dominar os principais testes de avaliação e técnicas de palpação para as articulações abordadas.

-Executar correctamente todas as técnicas para a coluna lombar, dorsal e cervical.

-Executar correctamente todas as técnicas para sacro e ilíaco.

-Compreender a influência da cervical nas disfunções da ATM e cefaleias assim como intervenção nas mesmas.

Reabilitação Neurológica: Acesso a Casos Reais (Mai 2014) - PORTO

Com o crescente envelhecimento da população mundial, patologias neurológicas como o Acidente Vascular Encefálico/Cerebral (AVC) têm vindo a aumentar a sua prevalência ao longo dos anos.

 

Com efeito, em Portugal o AVC é considerado a principal causa de morte e uma das maiores causas de incapacidade funcional, com grande limitação na autonomia e desempenho das atividades da vida diária, bem como um enorme impacto social e económico, tanto no seio da família e cuidadores destes indivíduos, como também na sociedade em geral.

 

A importância da reabilitação neurológica em condições neurológicas como o AVC é mais do que conhecida e comprovada pela evidência científica. Assim, a abordagem terapêutica deverá assentar na compreensão das competências motoras necessárias para a reabilitação para que as capacidades perdidas sejam readquiridas, sempre com vista à independência funcional.

 

Torna-se assim importante para o fisioterapeuta, a compreensão das causas da incapacidade funcional do seu paciente, identificando estas alterações de forma a planear a sua intervenção de forma eficiente. Este trabalho potenciará certamente a sua intervenção em reabilitação neurológica, levando-o a atingir resultados surpreendentes com os seus pacientes.

 

Porquê este curso?

- Terá acesso a uma abordagem global baseada no raciocínio clínico, conduzida por duas formadoras com conhecimento científico nesta área.

- De forma objetiva e pragmática será desmistificada a complexidade da reabilitação neurológica, tornando-a aos olhos dos formandos num processo simples e eficiente.

- Porque intervir num individuo saudável não lhe permite ter uma visão tão global, aprofundada e real da neurologia, consolidará a sua aprendizagem com a prática em pacientes neurológicos reais.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os formandos deverão ser capazes avaliar um paciente com uma disfunção neurológica, bem como de apresentar de forma sucinta e pragmática, estratégias eficientes para a reabilitação neurológica.

 

Objetivos Específicos:

- Compreender a importância do controlo postural;

- Identificar componentes de movimento para a reabilitação;

- Avaliar as alterações motoras decorrentes de condições neurológicas como o AVE/AVC;

- Desenvolver estratégias de tratamento eficazes.

Acupuntura para Fisioterapeutas (Mai 2014) - PORTO

A Acupuntura é uma das disciplinas mais importantes da Medicina Chinesa. Trata-se de uma técnica medicinal que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, chamados de acupontos e localizados ao longo de meridianos (trajectos energéticos) com o fim de melhorar o estado de saúde do paciente.

Os meridianos são canais que percorrem todo o corpo, mas que não tem trajecto visível, seguem habitualmente trajectos de nervos ou grandes vasos corporais. Qualquer bloqueio ou dor física inicia-se por um bloqueio energético ao nível destes meridianos.

 

As agulhas de acupuntura colocadas correctamente sobre os acupontos, libertam os bloqueios aumentando o fluxo energético, o fluxo de sangue e o fluxo de líquidos corporais. Modulam ainda o funcionamento do sistema nervoso, do sistema endócrino, do sistema imunitário e das glândulas exócrinas.

Está provado igualmente que a acupuntura tem um efeito anestésico local e que promove a libertação de neurotransmissores, nomeadamente endorfinas, responsáveis pela sensação de relaxamento, felicidade e bem-estar. Existem pontos e protocolos específicos de acupuntura para quase todo o tipo de patologias, incluindo a patologia osteoarticular e muscular.

Sendo que a MC e a Medicina Ocidental têm aprofundado e aproximado os seus laços, é para a Bwizer pertinente criar um curso que possa dotar o Fisioterapeuta de conhecimentos consolidados nesta área de atuação, possibilitando-lhes o domínio de uma ferramenta que é, indubitavelmente, já muito procurada pelo público para o tratamento de um sem número de condições.

 

Este não confere um grau de acupunctor, no entanto, foi desenhado especificamente para fisioterapeutas por Helena Justo, uma formadora muito bem avaliada em todas as formações Bwizer e com vasta experiência em Medicina Tradicional Chinesa, concretamente em acupuntura, tornando-se uma excelente ferramenta para o tratamento da patologia músculo-esquelética e construindo ao mesmo tempo uma excelente base para formandos que queiram completar uma formação longa em acupuntura.

 

Saiba que continuamos a apresentar o melhor preço de mercado.

O mesmo acontece se escolher fazer o seu pagamento em quatro prestações - nesse caso, em cada uma das prestações, o valor que se adequa à sua condição será de €195 caso se tenha inscrito no 1º prazo (total de €780), ou €205 caso se tenha inscrito no 2º prazo (total de €820).

O pagamento de cada prestação, através de transferência bancária, deverá ser efetuado até 8 dias antes do início de cada módulo. Em seguida deverá enviar o comprovativo relativo ao pagamento para info@bwizer.com, indicando-nos o motivo da sua transferência.

 

Vídeo da 1ª edição do curso de Acupuntura para Fisioterapeutas - http://bit.ly/YFukRZ

 

Porquê este curso?

- Conhecerá em pormenor este método cada vez mais procurado por profissionais e pacientes;

- Integrará esta abordagem holística, cujo segredo do sucesso reside essencialmente na combinação e intima partilha de conhecimento e know-how entre a Medicina Oriental e Ocidental;

- Dominará uma importante e eficaz ferramenta terapêutica para a intervenção em patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas;

- Ficará a conhecer a relação entre Acupuntura e Trigger points, assim como entre Meridianos e Estruturas Nervosas;

- Beneficiará da experiência e conhecimento de Helena Justo, formadora que conduzirá este curso.

 

Objectivos Gerais:

1. Conhecer o trajecto de meridianos e pontos de acupuntura e saber aplicar um correcto protocolo de punctura para o tratamento de patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas.

 

Objectivos Específicos:

1. Conhecer os meridianos e pontos de acupuntura

2. Relacionar pontos de acupuntura e trigger points

3. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias da face e pescoço

4. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias da Coluna

5. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias dos Membros Superiores

6. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias do Membro Inferior

7. Reconhecer a noção de dor nevrálgica e identificar os pontos correctos para o seu alívio sintomático

 

Os interessados em frequentar este curso:

- Lisboa (Mai) | http://bit.ly/1aL1pxu

- Coimbra (Set) |  http://bit.ly/1dUn1Mm

 
Fisioterapia Visceral (Jun 2014) - PORTO

Adotar uma abordagem global é essencial na prática clínica dos fisioterapeutas que queiram efetivamente contribuir para a saúde dos seus pacientes.

 

Atualmente, os profissionais de saúde sabem e partem já do pressuposto que os sistemas neuro-musculosqueléticos e viscerais são anatómica e funcionalmente relacionados, pelo que as disfunções neuro-musculosqueléticas afetam muitas vezes os órgãos internos, e vice-versa.

 

De facto, quando um órgão se encontra em disfunção, através dos níveis metaméricos e inervação ortossimpática, esta poderá traduzir-se em dor nas estruturas do sistema neuro musculosquelético.

 

Com efeito, a Fisioterapia Visceral é um método que assenta na influência recíproca entre os sistemas viscerais e neuro-musculosqueléticos, bem como na relação destes com a fáscia e com o sistema nervoso central e periférico.

 

Este curso complementará as restantes ferramentas que já utiliza na sua prática clínica, mas que acima de tudo trar-lhe-á uma nova visão e raciocínio clínico, o que contribuirá para melhorar a eficácia de seus tratamentos e reduzir o tempo de recuperação dos pacientes.

 

Assim, “Fisioterapia Visceral” integra alguns princípios da osteopatia na intervenção do fisioterapeuta e foi desenhado para que, de forma simples, compreenda os conceitos teórico-práticos subjacentes a esta abordagem, reconheça as disfunções viscerais e a sua relação com as neuro-musculosqueléticas de forma a integrá-las no seu raciocínio e prática clínica.

 

Com este curso:

- Conheça uma abordagem que supre uma lacuna na formação base dos fisioterapeutas.

- Integre um conceito diferenciador que certamente irá desafiar a forma como habitualmente encara os seus pacientes, bem como acrescentar valor ao seu raciocínio clínico.

- Eleve a sua prática clínica ao relacionar o sistema neuro-musculosquelético e as disfunções viscerais.

- Domine ferramentas de avaliação e intervenção muito eficazes e com provas dadas em diversas patologias e disfunções.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os formandos deverão ter adquirido os conhecimentos e habilidades necessárias para avaliar e intervir utilizando ferramentas da fisioterapia visceral.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer a anatomia e fisiologia visceral

- Compreender a fisiopatologia das principais disfunções viscerais

- Compreender o diafragma enquanto elemento funcional e a sua relação nas disfunções viscerais

- Conhecer a relação do sistema neuro-musculosquelético, fascial, nervoso central e periférico com o visceral, bem como a relação de todos estes sistemas com as disfunções viscerais

- Saber avaliar e executar um diagnóstico diferencial

- Ser capaz de estabelecer um raciocínio clínico

- Saber executar as diferentes técnicas de intervenção em fisioterapia visceral

Abordagens Contemporâneas De Intervenção Na Afasia  (Mai 2014) - LISBOA

Com o aumento da esperança média de vida, as patologias neurológicas como o Acidente Vascular Encefálico/Cerebral (AVC) têm vindo a aumentar a sua prevalência ao longo dos anos.

 

Em Portugal o AVC é considerado a principal causa de morte e uma das maiores causas de incapacidade funcional, pelo que o impacto (quer seja na saúde do indivíduo, quer seja na vertente psicossocial e económica) das suas consequências tem sido alvo de grande preocupação por parte de todos.

 

A afasia (perturbação da comunicação) é uma das sequelas mais frequentes do AVC, afetando 1/3 das pessoas que os sofrem. Esta disfunção causa, invariavelmente um enorme impacto na vida destes indivíduos e seus familiares e amigos, exigindo sempre um processo de adaptação.  

 

A investigação desenvolvida internacionalmente tem reforçado a necessidade dos terapeutas da fala avaliarem o impacto dos défices residuais provocados pela lesão cerebral no desempenho dos seus clientes em atividades da vida diária e na sua participação social, assim como na necessidade de focarem a sua intervenção em tratamentos socialmente relevantes e importantes para os mesmos.

 

Torna-se assim imperativo para os terapeutas da fala, a compreensão das consequências do AVC e da afasia na vida diária de todos quantos se relacionam com estes indivíduos, ajudando a identificar estas alterações, definir estratégias e a planear a intervenção de forma eficiente, potenciando claramente os resultados da mesma.

 

Porquê este curso?

- Irá adquirir uma visão global e sólida sobre a afasia, enquanto consequência de um AVC, bem como sobre o impacto desta na saúde e vida social do indivíduo e de todos os que o rodeiam;

- De forma pragmática será desmistificada a complexidade da intervenção nestas situações, tornando-a aos olhos dos formandos num processo mais eficiente.

- Ficará a conhecer as abordagens e ferramentas mais utilizadas e com maior eficácia para intervir na afasia.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os participantes deverão conhecer as diferentes abordagens de intervenção na área da afasia, e saber intervir, considerando a afasia enquanto possível consequência de um AVC, bem como sobre o impacto desta na saúde e vida psicossocial do indivíduo e de todos os que o rodeiam.

 

Objetivos Específicos:

- Desenvolver conhecimentos profundos sobre o que é a afasia e quais as suas consequências na vida diária de quem com ela vive;

- Potenciar o raciocínio clínico com base em casos clínicos específicos;

- Compreender e desenvolver competências de avaliação, seleção das ferramentas mais adequadas e intervenção terapêutica em pessoas com afasia e seus familiares.

Avançado em  Tratamento de Queimaduras (Jun 2014) - PORTO

A queimadura pode ser definida como uma ferida traumática provocada por diversos agentes sobre o revestimento corporal. Desde o momento que ocorre uma queimadura, uma atuação o mais precoce e adequada poderá evitar o aparecimento de potenciais complicações. Assim, ao longo do curso, será descrito o processo da queimadura, as suas diversas etiologias e, de que forma esta etiologia irá influenciar no processo de evolução da queimadura, tendo em conta também o prognóstico.

 

Com este curso pretende-se que os formandos sejam capazes de conhecer e conseguir descrever uma queimadura, perceber as diversas etiologias, como atuar desde que a queimadura acontece no pré-hospitalar, até ao momento da alta. É importante salientar que estes doentes são submetidos ao longo do internamento, a diversos tratamentos quer em sala de Balneoterapia quer em Bloco Operatório.

 

No final do curso será possível verificar que a queimadura é muito mais que uma ferida traumática e que envolve muitos outros aspetos que é importante conhecer para um tratamento adequado.

 

Com este curso:

- Terá acesso a uma formação avançada bastante completa, que aborda a queimadura, desde que esta ocorre, passando pela abordagem ao doente crítico até à alta hospitalar.

- Adquirirá os conhecimentos e segurança necessários para a intervenção em doentes queimados, fundamental para profissionais que pretendam integrar uma unidade de queimados.

- Integrará uma formação conduzida por um formador com vasta experiência em tratamento de queimaduras, emergência e trauma.

 

Foi aluno do Curso de Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular: Poderá frequentar esta formação, conhecendo os novos temas abordados no módulo Suturas II e ao mesmo tempo faz uma reciclagem do já por si aprendido módulo Queimados. Caso se encontre nesta condição o seu investimento será de 119 € (primeiro prazo de inscrição) e 129€ (segundo prazo de inscrição). 

 

Objectivos Gerais:

O formando deverá ser capaz de:

- Abordar o doente queimado de forma adequada e uniformizada em qualquer momento e local.

 

Objectivos Especificos:

O formando deverá ser capaz de:

- Definir queimadura e o impacto desta no quotidiano da pessoa e da sociedade;

- Classificar uma queimadura, quanto a extensão, profundidade e etiologia;

- Conhecer o tratamento inicial do doente queimado;

- Conhecer a estrutura e funcionamento de uma unidade de queimados;

- Conhecer as diversas fases do tratamento de um doente queimado;

- Destacar a importância dos cuidados de ambulatório no tratamento de uma queimadura;

- Perceber a importância da reabilitação no processo de recuperação num doente  vítima de queimadura;

- Conhecer as diversas formas de prevenir uma queimadura em qualquer faixa etária de acordo coma etiologia.

Trigger Points (Abr 2014) - PORTO

O termo Trigger Point foi inicialmente utilizado em 1942 pela Drª Janet Travell para descrever uma descoberta clínica com as seguintes características: dor relacionada com um ponto discreto e irritável no músculo-esquelético ou fáscia, cuja causa não é relacionada com trauma local agudo, inflamação, degeneração, neoplasma ou infecção.

Atualmente os trigger points miofasciais são definidos como pontos focais hiperirritáveis, localizados no interior do músculo-esquelético e/ou sua fáscia, desenvolvendo dor pronunciada.

 

O sedentarismo, a má ergonomia no trabalho, o constante stress provocado pelo atual contexto socioeconómico (instabilidade nos emprego, excesso de trabalho, etc.) têm induzido na sociedade um aumento de dor a nível músculo-esquelético e consequente predisposição para a presença de trigger points.

Designada muitas vezes de “síndrome de dor miofascial”, esta é uma disfunção causada por traumas ou microtraumas de repetição, que provocam a libertação das substâncias que induzem a sensação dolorosa levando ao aparecimento dos trigger points. Estes são identificados por sintomas como: sensação/desconforto intenso profundo e não específico, dor surda com variações de intensidade e períodos de exacerbação e remissão, além de estarem associados ou não a movimentos específicos. A palpação do trigger point reproduz a queixa do paciente relativamente à dor.

 

Surge assim uma necessidade de grande importância na familiarização dos estudantes e profissionais com esta condição e escolha do melhor tratamento, numa área que é frequentemente submetida a erros de diagnóstico.

 

Pelos conteúdos abordados e por se tratar de um curso que comporta um preço bastante competitivo, esta será uma oportunidade imperdível.

 

Com este curso:

- Saberá realizar um diagnóstico diferencial de Trigger Point, estando ainda capacitando para uma correta

intervenção em dor/síndrome miofascial.

- Terá acesso  a uma formação ministrada por Helder Monteiro, um dos nossos formadores

mais bem-avaliados - http://bit.ly/11uYYit

- Ganhará num só curso, um vasto leque de ferramentas de intervenção, assim como um modelo de

raciocínio clinico global e diferenciado.

 

Objectivos Gerais:

1. Conhecer os trigger points e dominar as técnicas de tratamento dos mesmos em patologias músculo esqueléticas.

 

Objectivos Especificos:

1. Compreender a fisiopatologia e neurofisiologia da dor miofascial;

2. Conhecer as características clínicas dos trigger points;

3. Conhecer e identificar os diversos tipos de trigger point;

3. Conhecer e dominar as diferentes técnicas de tratamento dos trigger points.

 

Os interessados em frequentar o curso intensivo:

- Lisboa | Fev 2014 (http://bit.ly/1f58aNQ)

 

Terapia Manual Desportiva (Jun 2014) - LISBOA

Terapia Manual é a aplicação de forças através das mãos que vão promover efeitos mecânicos e fisiológicos.

Através desta técnica atuaremos diretamente na causa do problema e não nos sintomas, os quais são apenas consequência de uma provável biomecânica neuro-músculo-esquelética em disfunção.

 

Partindo do princípio de que “se a articulação está bem, o músculo se não lesado, também está bem”, o conjunto de técnicas abordadas neste curso, atuam principalmente na articulação que vão permitir uma intervenção mais efetiva na resolução dos problemas dos nossos pacientes.

 

O objetivo deste curso, baseado nos princípios de Kaltenborn, Cadeias Musculares de Busquet, Bianfait, Osteopatia, RMG, entre outros, é transmitir técnicas de normalização articular possibilitando uma pronta aplicação com resultados imediatos.

 

As articulações abordadas serão: Tornozelo, Joelho, Anca, Ombro, Cotovelo, Punho e Coluna Vertebral. O curso inicia-se com o tema “Pubalgia – Avaliação, Compreensão e Tratamento”, que irá permitir a compreensão de toda a mecânica articular lesional, dirigir a nossa avaliação e raciocínio lógico, bem como as linhas pelas quais se rege o tratamento e consequente resolução dos problemas com que nos deparamos na prática da nossa profissão.

 

O curso tem a duração de 24 horas, distribuídas por 3 dias consecutivos, das quais 90% são práticas.

 

Luís Pinto

Porquê este curso?

- Terá acesso a uma metodologia de avaliação e tratamento, focada na resolução da real causa da lesão.

- Integrará uma visão e abordagem muito global e completa no âmbito da terapia manual e com provas dadas na intervenção em contexto desportivo;

- Conhecerá e beneficiará do contacto com Luís Pinto, um dos maiores nomes da fisioterapia desportiva em Portugal.

- Dominará um conjunto de algumas das melhores ferramentas da terapia manual que poderá integrar imediatamente na sua prática clínica;

Pilates Clínico MW1 CERTIFICAÇÃO MATWORK APPI (Mai 2014) - PORTO

O Método Pilates tem sido muito divulgado nos últimos anos, tendo-se tornando uma importante ferramenta clínica. Neste curso, terá acesso a uma formação conduzida pela APPI (The Australian Physiotherapy & Pilates Institute©), uma formação ímpar, assente numa metodologia testada em vários países, com reconhecido sucesso.

 

O módulo 1 (MW1) é a base de todos os cursos de Pilates Modificado, apresentando e introduzindo a técnica de Pilates, a investigação mais relevante, os exercícios de nível principiante e os exercícios contraindicados.

Serão abordados 16 movimentos no colchão (Matwork) para treino da estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácica e cervical. Haverá ainda discussão sobre a aplicação clínica do Pilates, procurando-se que o aluno seja capaz de aplicar corretamente a técnica após a formação, respeitando as características e especificidades de cada paciente.

 

A APPI modificou os 34 exercícios originais do Pilates no colchão (Matwork) de maneira a incorporar, no seu método, a mais recente pesquisa científica a nível da instabilidade lombar, do desequilíbrio muscular e da tensão neural adversa, tornando-o assim numa verdadeira ferramenta terapêutica.

 

Glenn Withers, Fisioterapeuta e fundador APPI, demonstra neste vídeo alguns dos exercícios a serem lecionados durante o primeiro nível - http://bit.ly/1922i5m

 

Os cursos de Pilates Clinico MW1, MW2 e MW3 Certificação Matwork da APPI, dar-lhe-ão acesso a 3,2 Unidades de Crédito referentes à renovação da cédula PROFCAD e a um Certificado de participação Bwizer com creditação IPDJ (saiba o que isto significa)

 

Porquê este curso?

- Desenvolverá competências na área do Pilates Clínico, um poderoso método de reabilitação, bastante motivador e cada vez mais procurado pelos pacientes

- Tomará contacto com um conceito singular e extremamente completo, que é desenvolvido em permanência numa incubadora real: a clínica APPI, em Londres

- Adicionará ao seu currículo um carimbo internacional, uma vez que a APPI é uma instituição reconhecida e operante em todo o mundo

- Terá acesso a um Certificado APPI, assim como a um Certificado de Formação Profissional (devido à certificação DGERT atribuída à Bwizer);

 

Objetivos gerais:

No final deste curso os participantes devem ser capazes de selecionar e aplicar os exercícios de Pilates Clínico, sabendo relacioná-los com patologia, padrões normais de movimento e sincronia neuro-muscular/neuro-patomecânica.

 

Objetivos específicos:

- Conhecer o Método Pilates e sua evolução;

- Conhecer a investigação científica mais relevante em que a abordagem da APPI assenta;

- Dominar os 5 elementos-chave;

- Compreender o conceito estabilidade dinâmica vs estabilidade estática;

- Dominar os 16 movimentos no colchão, os quais procuram contribuir para a estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácia e cervical;

- Construir um raciocino clinico capaz de ser orientador desde a avaliação até à aplicação dos exercícios;

- Incorporar os conhecimentos na sua prática clínica, com segurança e eficácia. 

Fisioterapia Dermatofuncional - Ultracavitação e Eletrolipólise (Jun 2014) - LISBOA

O acúmulo de gordura em excesso em determinadas regiões corporais é alvo de preocupação por grande parte da população, levando por isso a uma grande procura de tratamentos promotores de redução de tecido adiposo como são o caso da electrolipólise e da ultracavitação.

 

Estes recursos terapêuticos, embora atuem por mecanismos de ação diferentes têm revelado resultados bastante satisfatórios na intervenção em lipodistrofias sempre que associados com prática de exercício físico.

 

A eletrolipólise consiste na estimulação da lipólise através da aplicação de corrente elétrica. Nos últimos anos, tem-se verificado um crescente número de trabalhos científicos sobre esta temática, comprovando os seus efeitos, fazendo com que esta técnica já implementada há vários anos ganhe um valor renovado no mercado.

 

Por outro lado, a ultracavitação é realizada por intermédio de ondas ultra-sónicas de baixa frequência, muito inferiores às utilizadas pelo ultra-som terapêutico, proporcionando um predomínio do efeito de cavitação sobre o tecido adiposo. Embora, seja alvo de muita controvérsia, têm surgido estudos clínicos e alguns científicos revelando bons resultados no tratamento de lipodistrofias, conduzindo à aprovação de equipamentos pelas entidades reguladoras no Canadá, Europa e Brasil.

 

O surgimento de novas pesquisas, bem como de novos equipamentos e de técnicas, torna necessária formação para atualizações constantes neste tema, de modo a que os melhores resultados sejam obtidos e a segurança do paciente seja garantida.

 

A participação do aluno neste curso aumentará o seu leque de ferramentas na área de Dermatofuncional, auxiliando-o no tratamento de um distúrbio tão frequente e preocupante como é o caso da hiperlipodistrofia.

 

Porquê este curso?

- Num curso com um investimento relativamente baixo, ficará a conhecer dois importantes recursos para intervenção nas disfunções corporais;

- Dominará competências necessárias para intervir, de forma diferenciada, num mercado em crescimento com forte procura por parte dos pacientes;

- Integrará uma formação completa, com forte componente científica e correlação clínica.

 

Objetivos gerais:

No final desta formação, os participantes deverão ser capazes de promover manutenção da integridade do sistema tegumentar, bem como de conhecer os princípios e manuseamento da electrolipólise e da ultracavitação.        

 

Objetivos específicos

- Compreender a fisiologia do tecido adiposo e metabolismo do adipócito (lipólise/lipogénese);

- Saber o que é a eletrolipólise e os seus efeitos fisiológicos;

- Conhecer as diferenças entre técnicas de aplicação: eletrolipólise de superfície e electrolipólise com agulhas;

- Saber o que é a cavitação, mecanismos de ação e os seus efeitos fisiológicos;

- Perceber as indicações, contraindicações e precauções da ultracavitação;

- Compreender as diferenças dos efeitos e indicações da electrolipólise vs. ultracavitação;

- Saber aplicar as técnicas e estabelecer protocolos terapêuticos.

 

Fisioterapia Dermatofuncional Facial (Abr 2014) - PORTO

Alterações da pele como acne, rugas, rosácea, desidratação, manchas e cicatrizes são frequentemente alvo de preocupação por parte da população, levando os indivíduos afetados a procurar a ajuda de um profissional qualificado com vista a solucionar os seus problemas de pele.

As disfunções do sistema tegumentar não se podem restringir apenas à conotação de alterações estéticas, já que para além do impacto psicológico e social que as mesmas acarretam na vida do indivíduo está, frequentemente comprometido o funcionamento de várias estruturas associadas à pele, como vasos linfáticos e sanguíneos, terminações nervosas, músculos, fáscias, sendo por isso patologias nas quais o fisioterapeuta, enquanto profissional de saúde, cujo principal objetivo é restaurar a função e qualidade de vida do individuo, deverá intervir.

Para além da abordagem da fisiopatologia das disfunções tegumentares mais frequentes, serão abordados os mais diversos recursos terapêuticos utilizados no tratamento das mesmas, como peelings químicos, eletroporação, cosmetologia, radiofrequência, entre muitos outros.

Neste curso haverá ainda especial enfâse à abordagem do papel ativo do fisioterapeuta na prevenção e rastreamento do cancro de pele.

Em suma, a importância deste curso para o fisioterapeuta prende-se com a necessidade proporcionar ao fisioterapeuta e estudante de fisioterapia aprofundamento e solidificação das competências necessárias para atuação na área da Fisioterapia Dermato-funcional, e particularmente numa área tão especial como é a facial, com segurança e eficácia, permitindo-lhe alargar o seu leque de opções profissionais e ganhar diferenciação curricular.

 

Com este curso:

  • Com um investimento relativamente baixo integrará uma formação muito completa, com forte componente científica e correlação clínica.
  • Conhecerá os melhores princípios ativos e cosméticos utilizados no tratamento de alterações tegumentares.   
  • Além de adquirir os conhecimentos necessários para intervir num mercado em crescimento irá fazê-lo de forma diferenciada. 
  • Adquirirá competências que lhe permitirão intervir numa área cada vez mais procurada pelo mercado, possibilitando-lhe rápida rentabilização do investimento.

 

Objetivos Gerais:

- Conhecer os fundamentos da Fisioterapia Dermato-funcional facial;

- Aumentar o campo de atuação do fisioterapeuta

 

Objetivos específicos:

- Conhecer a anatomo-fisiologia da pele;

- Conhecer as áreas de intervenção da Fisioterapia Dermato-funcional facial com base na fisiopatologia;

- Conhecer e saber aplicar os recursos terapêuticos utilizados para tratamento das disfunções faciais.

 

Encontre o seu Curso:

Pesquisar

Conheça os nossos Produtos

Removedor de Tapes Cramer
Removedor de Tapes Cramer

Descrição: Dissolvente para o adesivo existente nos tapes   Características: De rápida acçã ...

Ver todos »
Kinesio® Tex Gold Bege- Fingerprint
Kinesio® Tex Gold Bege- Fingerprint

Desenvolvido exclusivamente para profissionais de saúde!" ...

Ver todos »
Kit Fisio Pro
Kit Fisio Pro

  Marquesa Basic +  Eletroestimulador com TENS + Fisiocrem 60ml = Tudo a 149,90€!   ...

Ver todos »
Clinical Therapeutic Applications of the Kinesio® Taping Method
Clinical Therapeutic Applications of the Kinesio® Taping Met

Sinopse: Este manual é fundamental para profissionais, que já tendo conhecimentos na área, queiram aprofundar os mesmos. Neste livro os autores fazem uma análise aprofundada da for ...

Ver todos »
APPI Matwork series
APPI Matwork series

Domine todo o reportório de treino no tapete, da APPI, desde o nível base, até o mais avançado, com este triplo pack de DVDs. Inclui: APPI PIlates for Low Back Pain DVD, APPI Pilates Inte ...

Ver todos »
Marquesa Basic Plus Azul
Marquesa Basic Plus Azul

A marquesa Basic Plus é pensada para quem pretende uma solução ainda na gama low cost, mas ...

Ver todos »

Novidades

Histórias de Sucesso: João Carronda


Saiba Mais

Ver Todas

Testemunhos

Com este curso a Bwizer continua a melhorar-me como profissional.

P. Neto (Curso Pilates MW1) - Aluno

Curso muito intenso, mas muito completo também. Como fisioterapeuta na área do desporto, aconselho este curso sem dúvida alguma.

Ana Duarte (Fisio de Elite) - Aluno

Parabéns, continuem pois estão no caminho da excelência

Aluno de Cuidados Paliativos (1ª Ed) - Aluno

Estão de Parabéns! Continuem.

Filipa Abílio (Curso Pilates MW1) - Aluno

Ver Todos